Menu
ITALÍNEA DOURADOS
tera, 23 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca

PMDB quer espaço para discutir relação entre governo e Congresso

9 Jun 2011 - 14h44Por Agência Brasil

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), disse hoje (9) que a presidenta Dilma Rousseff não tratou ainda com o partido de como pretende redesenhar o modelo de relação política com o Congresso, desde a demissão de Antonio Palocci da Casa Civil, na terça-feira (7). A partir da indicação da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) para o cargo, os peemedebistas têm se reunido permanentemente para discutir a situação e reivindicar participação no redesenho dessa relação entre governo e Congresso Nacional.

Eunício Oliveira afirmou ainda que o partido está tranquilo uma vez que não reivindica a indicação para a Secretaria de Relações Institucionais, atualmente ocupada pelo petista Luiz Sérgio (RJ). Entretanto, em uma eventual troca do ministro, o PMDB quer um nome “que tenha bom trânsito na relação com o partido e as demais legendas da base do governo”.

O parlamentar destacou, por exemplo, que o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), é um parlamentar que sempre teve boa relação com os peemedebistas. “Ele sempre teve muita proximidade com o partido, e o PMDB não faria objeção ao nome dele”.

Por outro lado, Eunício Oliveira ressaltou que o partido também não faz qualquer objeção à permanência do atual ministro. “Ao [a presidenta Dilma Rousseff] escolher [um nome para o lugar do ministro] e se for escolher quero deixar claro que não fazemos restrições ao nome do Luiz Sérgio. Ela pode dar força a ele, por exemplo.”

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), destacou que, independentemente de um reordenamento nas relações políticas com Congresso, a presidenta continuará à frente das articulações políticas com a sua base no Parlamento. “O presidente é insubstituível nessa parte de coordenação política e tomada de decisões”, ressaltou o parlamentar.

Sarney chegou ao Senado por volta das 12h30 acompanhado de Eunício Oliveira; do líder do PMDB, Renan Calheiros (AL); e do vice-líder do governo no Senado, Gim Argello (PTB-DF).

Deixe seu Comentário

Leia Também

VEM CHUVA E FRENTE FRIA DO SUL
Frente fria vinda do sul do país promete chuva e alívio no calorão de MS
BONITO - MS - EMPOSSADO
No gabinete, Odilson dá posse ao novo diretor de Cadastro e Tributação em Bonito (MS)
MORTE DURANTE ASSALTO
Jovem é morta na frente das filhas durante assalto
GERAL
Mães que não fazem pré-natal podem ser denunciadas
BONITO - MS
Certificado inclui Bonito no Mapa do Turismo Brasileiro
PESQUISA 2º TURNO - GOVERNADOR
Reinaldo tem 54% em nova pesquisa divulgada nesta segunda-feira 22 de outubro
EMPREGOS
MS tem mais de 2 mil vagas em concursos e salários de até R$ 11 mil
CIDADES
Discussão por xenofobia termina com baiano esfaqueado em MS
CINEMA
Com crítica política, animação brasileira é destaque em festival
GERAL
Para presidente da CBL, falta de leitura favorece notícias falsas