Menu
KAGIVA
tera, 18 de setembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

PMDB apresenta 79 candidatos à substituição de Novais

15 Set 2011 - 07h46Por Agência Brasil

A bancada do PMDB na Câmara decidiu ontem (14) que a presidenta Dilma Rousseff escolherá entre os 79 deputados que integram a legenda na Casa quem será o substituto de Pedro Novais no Ministério do Turismo. A decisão foi confirmada pelo líder do partido na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN). Segundo ele, a expectativa é que o nome do substituto seja anunciado até amanhã.

“Qualquer nome que ela escolher terá a nossa aprovação. O nome que ela escolher será merecedor do apoio da bancada do PMDB, estamos indicando 79 nomes. O compromisso claro da presidenta é a escolha de um deputado da bancada. Acho que o nome sai até amanhã”, disse o líder.

Alves disse apenas que conversou com alguns deputados federais e que foi tomada a decisão. A lista com todos os nomes dos deputados que integram a bancada na Câmara será apresentada, inicialmente, ao vice-presidente Michel Temer, que levará a relação para Dilma. É a segunda reunião em menos de cinco horas.

Ao mencionar a renúncia do ex-ministro Pedro Novais do cargo, Alves disse que foi uma decisão que facilitará sua defesa. “O ministro Pedro Novais saiu [do Ministério do Turismo] para se defender das acusações e ele entendeu que fora do ministério ele terá mais tempo para isso”.

Antes de convocar a conversa com a bancada, Alves se reuniu com Novais e Temer, na Vice-Presidência da República que fica no Palácio do Planalto. O comando do PMDB decidiu aguardar o retorno de Temer hoje de São Paulo – onde estava se tratando de uma infecção alimentar - para decidir sobre a situação de Novais, suspeito de uso irregular de recursos públicos.

A situação do ministro se complicou após as reportagens publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo que mostram o uso de recursos da Câmara para pagar sua governanta e que sua mulher, Maria Helena de Melo, utilizava os serviços de um motorista da Câmara.

Novais já havia enfrentado suspeitas de desvios em sua pasta, esquema investigado pela Operação Voucher da Polícia Federal. Nessa operação, mais de 30 pessoas foram presas e afastadas da pasta, mas o ministro foi mantido no cargo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEDULA ÓSSEA
MS tem 2° maior cadastro de doadores de medula
CRUELDADE - POLÍCIA
Por mãe estar sem o celular, ladrão dá facada em bebê de 3 meses
R$ 10 MILHÕES
Multa máxima à MSVia não ultrapassa 3,5% da receita anual
PREFEITURA EM MS - OPORTUNIDADES
Prefeitura abre concurso público com mais de 300 vagas e salários de até R$ 6 mil em MS
ELEIÇÕES 2018
TRE-MS recebe 108 denúncias de infrações no período eleitoral
ELEIÇÕES 2018 - CANDIDATO AO GOVERNO DO MS
MPF manda Polícia Federal investigar Odilon de Oliveira, denunciado por crimes na 3ª Vara Federal
TECNOLOGIA
Anatel começa domingo bloqueio de celular irregular em MS e mais 11 estados
POLÍTICA
MPF reforça alerta sobre prisão por compra de voto e boca de urna
ENTRETENIMENTO
Dupla de MS projeta jogo inspirado em desenhos dos anos 1980
POLÍTICA
'Violência se combate com inteligência', diz Meirelles em visita a MS