Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
sexta, 15 de fevereiro de 2019
MATO GROSSO DO SUL
Busca
UNIPAR_PC

Plano Agrícola e Pecuário quer estimular produção de grãos e sustentabilidade

17 Jun 2011 - 18h03Por Agência Brasil

O Plano Agrícola e Pecuário 2011/2012, lançado hoje (17) pela presidenta Dilma Rousseff em Ribeirão Preto (SP), com recursos de R$ 107,2 bilhões, traz oito objetivos traçados pelo governo. O primeiro é o aumento da produção de grãos de 161,5 milhões para 169,5 milhões de toneladas, um aumento de 5% em relação à safra 2010/2011. Assim, o Executivo espera garantir o abastecimento interno, mantendo os preços estáveis, além de ampliar as exportações do agronegócio, que representam quase 40% de tudo o que o Brasil vende a outros países.

O segundo objetivo é estimular o desenvolvimento sustentável da agropecuária, com linhas especiais, incluídas no Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC), para atividades que reduzam a emissão de gases de efeito estufa. A terceira meta é incentivar a recuperação de pastagens, numa área de aproximadamente 1,5 milhão de hectares, e a renovação do rebanho, aumentando a produtividade e a oferta de carne bovina.

A estabilização da oferta de etanol, que tem aborrecido os proprietários de carros flex nos últimos períodos de entressafra, também é um dos objetivos. Para tentar resolver parte do problema, aumentando a produção, o novo plano safra oferece uma linha especial crédito de até R$ 1 milhão por produtor para a renovação e ampliação das áreas cultivadas com cana-de-açúcar.

A quinta meta é garantir apoio à comercialização para os produtores de laranja, equilibrando os preços. Os citricultores têm pedido apoio do governo nas últimas safras para reduzir as grandes oscilações de preço do produto no mercado. Entre uma safra e outra, o preço da caixa chegou a subir de R$ 3 para R$ 15, com risco de voltar ao patamar anterior logo em seguida. Dentro do plano, há uma linha de crédito especial de até R$ 30 milhões por agroindústria do setor.

Os últimos três objetivos apresentados são: garantir quantidade adequada de recursos do Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR), principalmente aqueles com taxas controladas; reforçar o apoio ao médio produtor rural, com o aumento de 48,2% dos recursos do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), que agora terá R$ 8,3 bilhões e, por último, dar continuidade ao aperfeiçoamento dos programas específicos de investimentos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Homem é preso em MS por estuprar crianças, filmar e divulgar vídeos
EMPREENDEDORISMO
Seleção oferecerá consultoria gratuita para 200 mulheres em MS
MEIO AMBIENTE
Em 15 dias, polícia ambiental capturou 8 cobras em residências de MS
POLÍCIA
Militares rodoviários são presos pelo Bope com dinheiro de propina em MS
GERAL
Campanha de fiscalização vai vistoriar quase dois mil veículos do sistema intermunicipal
BONITO - MS - VANDALISMO NO BALNEÁRIO
Balneário Municipal é alvo de vandalismo e prefeitura registra ocorrência em Bonito (MS)
CIDADES
Uems abre processo seletivo para professores temporários em duas cidades
MEIO AMBIENTE
Em 14h, chuva soma 90 milímetros e nível do Rio Aquidauana sobe
BONITO - MS
Bonito Cross: Fim do horário de verão neste sábado põe atletas em alerta
SAÚDE
Febre amarela: OMS recomenda vacina a visitantes de MS e mais 20 Estados