Menu
KAGIVA
sexta, 21 de setembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca
MS RURAL

Perto do prazo, 35% das propriedades ainda não estão no cadastro ambiental

4 Dez 2017 - 07h00Por DA REDAÇÃO

Apenas 35% das propriedades rurais de Mato Grosso do Sul foram inscritas no CAR (Cadastro Ambiental Rural (CAR). Faltando menos 1 mês para o prazo final, houve cadastro somente de 52.269 do total de 80 mil imóveis rurais do estado, que representam cerca de 28,2 milhões de hectares.

O balanço parcial foi realizado até o dia 27 de novembro pelo Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul). O prazo para o cadastro, que é obrigatório, termina no dia 31 de dezembro deste ano.

Quem não tiver com a propriedade inscrita no CAR não poderá acessar financiamento rural, nem solicitar licença ambiental, nem fazer qualquer negociação com a terra. O cadastro possibilitará que o órgão ambiental tenha as informações precisas do tamanho dos imóveis, da existência ou não de passivos ambientais, reserva legal, área de preservação e demais dados físicos. Tudo com imagem de alta definição.

Embora restem cerca de 28 mil propriedades a serem inscritas no CAR, os cadastros já existentes quase alcançam a área rural do Estado. Estimativa do último Censo Agropecuário do IBGE, realizado de 2006, mostra que a área ocupada por propriedades rurais em Mato Grosso do Sul soma 30 milhões de hectares. 

Do total de áreas cadastradas, 33.254 são pequenas propriedades, com até quatro módulos rurais. O tamanho do módulo rural varia de 30 hectares, no caso de Dourados, até 110 hectares, em Corumbá.

Cadastro - A inscrição no CAR é gratuita. O proprietário deve procurar um escritório da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) de cada município ou a central localizada no Parque dos Poderes, em Campo Granhde.

É necessário levar cópia de RG, CPF, documento da propriedade (matrícula, posse, contrato de compra e venda do imóvel e escritura pública), croqui de acesso, mapa indicando perímetro do imóvel, com localização dos remanescentes de vegetação nativa, das Áreas de Preservação Permanente, das Áreas de Uso Restrito, das Áreas Consolidadas e, caso existente, também da localização da Reserva Legal (caso disponham dessa informação) e comprovante de residência.

Os municípios com menor adesão são Alcinópolis, Amambai, Bonito, Campo Grande, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Iguatemi, Itaporã, Itaquiraí, Mundo Novo, Nioaque, Ribas do Rio Pardo e Terenos. Informações com a empresa Ambiental Consultoria Agropecuária, pelo telefone (67) 3021-1000, no município de Dourados.

Mapeamento - Mato Grosso do Sul desenvolveu um software para mapear todo o território estadual com imagens de satélite de nitidez equivalente à distância de 50 centímetros e desta forma identificar a situação de cada propriedade rural e confrontar com as informações fornecidas pelos proprietários.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GOVERNO DO ESTADO DO MS
Governo de MS abrirá 10 concursos públicos para PM e Bombeiro
BACTÉRIA
Mulher tem os dedos de pé amputados após sessão de pedicure com peixes
PREVISÃO DO TEMPO - TEMPESTADES E GRANIZO
Alerta de tempestade e granizo é emitido pelo CPTEC para Mato Grosso do Sul
SUSPEITO PRESO
Polícia Federal prende suspeito de esfaquear Bolsonaro
FATILIDADE
Adolescente arremessada de brinquedo em parque tem morte cerebral, diz hospital
MATO GROSSO DO SUL - SOMOS LÍDER
Mato Grosso do Sul é líder nacional em Hospitalidade, após levantamento do Ministério do Turismo
OPORTUNIDADES DE EMPREGOS
Concurso de Prefeitura oferece 197 vagas com salários de até R$ 11.9 mil
AVIAÇÃO
Empresa encerra atuação e voos entre Campo Grande e Assunção são extintos
OPORTUNIDADES
Concursos oferecem mais de 600 vagas com salários de até R$ 11,9 mil no Estado
OPORTUNIDADES
Concursos públicos oferecem 338 vagas com salários de até R$ 12,3 mil