Menu
ITALÍNEA DOURADOS
segunda, 17 de dezembro de 2018
KAGIVA
Busca
UNIPAR_PC
MS RURAL

Perto do prazo, 35% das propriedades ainda não estão no cadastro ambiental

4 Dez 2017 - 07h00Por DA REDAÇÃO

Apenas 35% das propriedades rurais de Mato Grosso do Sul foram inscritas no CAR (Cadastro Ambiental Rural (CAR). Faltando menos 1 mês para o prazo final, houve cadastro somente de 52.269 do total de 80 mil imóveis rurais do estado, que representam cerca de 28,2 milhões de hectares.

O balanço parcial foi realizado até o dia 27 de novembro pelo Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul). O prazo para o cadastro, que é obrigatório, termina no dia 31 de dezembro deste ano.

Quem não tiver com a propriedade inscrita no CAR não poderá acessar financiamento rural, nem solicitar licença ambiental, nem fazer qualquer negociação com a terra. O cadastro possibilitará que o órgão ambiental tenha as informações precisas do tamanho dos imóveis, da existência ou não de passivos ambientais, reserva legal, área de preservação e demais dados físicos. Tudo com imagem de alta definição.

Embora restem cerca de 28 mil propriedades a serem inscritas no CAR, os cadastros já existentes quase alcançam a área rural do Estado. Estimativa do último Censo Agropecuário do IBGE, realizado de 2006, mostra que a área ocupada por propriedades rurais em Mato Grosso do Sul soma 30 milhões de hectares. 

Do total de áreas cadastradas, 33.254 são pequenas propriedades, com até quatro módulos rurais. O tamanho do módulo rural varia de 30 hectares, no caso de Dourados, até 110 hectares, em Corumbá.

Cadastro - A inscrição no CAR é gratuita. O proprietário deve procurar um escritório da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) de cada município ou a central localizada no Parque dos Poderes, em Campo Granhde.

É necessário levar cópia de RG, CPF, documento da propriedade (matrícula, posse, contrato de compra e venda do imóvel e escritura pública), croqui de acesso, mapa indicando perímetro do imóvel, com localização dos remanescentes de vegetação nativa, das Áreas de Preservação Permanente, das Áreas de Uso Restrito, das Áreas Consolidadas e, caso existente, também da localização da Reserva Legal (caso disponham dessa informação) e comprovante de residência.

Os municípios com menor adesão são Alcinópolis, Amambai, Bonito, Campo Grande, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Iguatemi, Itaporã, Itaquiraí, Mundo Novo, Nioaque, Ribas do Rio Pardo e Terenos. Informações com a empresa Ambiental Consultoria Agropecuária, pelo telefone (67) 3021-1000, no município de Dourados.

Mapeamento - Mato Grosso do Sul desenvolveu um software para mapear todo o território estadual com imagens de satélite de nitidez equivalente à distância de 50 centímetros e desta forma identificar a situação de cada propriedade rural e confrontar com as informações fornecidas pelos proprietários.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADES
MS tem 5 concursos abertos e salários de até R$ 9,4 mil nesta semana
TEMPO E TEMPERATURA
Segunda-feira de céu parcialmente nublado e temperaturas de até 39º
CÊ ACREDITA - E NÃO É FAKE
Mãe tenta vender virgindade da filha de 13 anos na Internet por quase R$ 100 mil reais
LOTERIA
Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
TEMPO E TEMPERATURA
Umidade do ar pode chegar a 30% nesta quarta-feira em MS
CIDADES
Servidores do MPMS poderão trabalhar de casa a partir do próximo ano
TRANSPORTES
Definida empresa que irá elaborar Plano Diretor de Passageiros de MS
CIÊNCIA E TECNOLOGIA
Atenção contribuinte: Sistema autorizador da NF-e valida novos códigos a partir de 2019
CIDADES
Operação que tem Aécio como alvo cumpre mandados em MS
CIDADES
Oficiais da PM de MS apontados como líderes da Máfia do Cigarro são condenados por corrupção