Menu
mutantes
quinta, 21 de fevereiro de 2019
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Oposição vai pedir CPI para investigar evolução financeira de Palocci

20 Mai 2011 - 14h48Por Folha.com

A oposição decidiu pedir a abertura de CPI mista (Câmara e Senado) no Congresso para investigar a evolução de patrimônio do ministro Antônio Palocci (Casa Civil) nos últimos quatro anos.

Depois que o jornal Folha de São Paulo revelou na edição desta sexta-feira que a empresa do ministro, a Projeto, faturou R$ 20 bilhões em 2010, ano eleitoral, PSDB e DEM decidiram colher assinaturas para tentar instalar a CPI no Congresso.

Paralelamente à CPI mista, o PPS vai colher assinaturas para instalar uma comissão exclusivamente na Câmara onde acredita ter mais chances de emplacar a sua criação.

Para que a CPI mista seja instalada, os oposicionistas precisam do apoio de 27 senadores e 171 deputados que devem assinar o requerimento para a sua criação.

O número de adesões é o mesmo, na Câmara, para que a CPI exclusiva da Casa saia do papel.

No Senado, a oposição conta atualmente com 19 parlamentares (incluindo dois do PSOL).

Mas espera a adesão de dissidentes da base governista, especialmente do PMDB cuja bancada de insatisfeitos na Casa vem aumentando nos últimos dias.

"Há gente constrangida dentro do governo, o que pode ajudar na investigação. Acreditamos em defecções dentro da base governista", disse o líder do DEM no Senado, Demóstenes Torres (GO).

Para o líder do PSDB, senador Álvaro Dias (PR), a "máquina de blindagem" do governo não vai impedir as investigações do Legislativo. "Temos que fazer tentativas de investigar. Também é uma forma de pressão para que o governo tome providências."

Os líderes do PSDB na Câmara e no Senado conversaram nesta sexta-feira com o presidente do partido, deputado Sérgio Guerra (PE), quando foi definida a estratégia para o início da coleta de assinaturas pró-CPI mista.

Na Câmara, o líder do DEM, deputado Antônio Carlos Magalhães Neto (BA), afirmou que as novas denúncias complicam a situação do ministro. "As suspeitas deixam de ser apenas em torno das ações privadas do ministro e agora começam a ter uma conexão com o contexto eleitoral."

A oposição também promete encaminhar um adendo à representação protocolada na Procuradoria Geral da República, esta semana, para informar o órgão sobre as novas denúncias contra Palocci. "Agora apareceu o cliente da época em que ele tinha a empresa de consultoria. O procurador tem elementos para determinar a instauração de inquérito civil público", afirmou Demóstenes.

DENÚNCIAS

A empresa de consultoria do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, faturou R$ 20 milhões no ano passado, quando ele era deputado federal e atuou como principal coordenador da campanha de Dilma Rousseff à Presidência da República.

Segundo duas pessoas que examinaram números da empresa e foram ouvidas pela Folha, o desempenho do ano passado representou um salto significativo para a consultoria, que faturou pouco mais de R$ 160 mil no ano de sua fundação, 2006. O jornal também revela que uma das empresas clientes da Projeta era a WTorre, empreiteira que fez doações às campanhas do ministro e à de Dilma.

A Folha revelou no último domingo (15) que o ministro multiplicou por 20 seu patrimônio entre 2006 e 2010. No período, ele adquiriu dois imóveis pela Projeto um apartamento de luxo em São Paulo no valor de R$ 6,6 milhões e um escritório na mesma cidade por R$ 882 mil.

Em nota, a empresa diz que o crescimento de contratos em 2010 foi "natural".

Deixe seu Comentário

Leia Também

GESTÃO PÚBLICA
Reinaldo Azambuja fala sobre desafios da nova gestão em entrevista à GloboNews
BONITO - MS - CONGRESSOS DE NETWORKING
Bonito (MS) receberá pelo menos 10 mil visitantes na baixa temporada em busca de networking em 2019
AGORA DEU MEDO
PMA captura cascavel de 1,3 metros em residência na Capital
GERAL
Em MS, 38 radares voltam a operar na BR-163 a partir da próxima semana
TEMPO E TEMPERATURA
Alerta: 24 cidades de MS estão com aviso de tempestade de perigo potencial
BONITO - MS - POLÍCIA
Vítima de 'estupro virtual' volta para casa e retoma rotina na escola em Bonito (MS)
GERAL
Sistema do Detran-MS continua fora do ar nesta quarta-feira
GERAL
Gabaritos do Enade 2018 já estão disponíveis no site do Inep
COTA ZERO
Deputados pedem que caça do jacaré seja liberada
POLÍCIA
Homem é preso, suspeito de exploração sexual de criança