Menu
KAGIVA
sbado, 22 de setembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca
MS

Operários são presos acusados de atear fogo em galpão

O alojamento pertence à empresa Monte Calmi.

6 Fev 2012 - 11h27Por Capitalnews

Sete operários foram presos na noite de ontem (5), por volta das 21h40, acusados de atear fogo em quatro galpões que fica no bairro Ipacaraí, na cidade de Três Lagoas, a 338 quilômetros da Capital. Cerca de 800 funcionarios estavam em greve desde a semana passada por problemas salariais e reclamavam das condições dos alojamentos.

O alojamento pertence à empresa Monte Calmi. Conforme a polícia, os homens começaram a discutir na portaria quando houve um dos seguranças agrediu um operário.
O escritório ficou totalmente destruído, várias janelas ficaram estilhaçadas, quando decidiram atear fogo no alojamento. As chamas do fogo chegou a atingir quatro metros de altura. Cerca de 800 funcionários ficavam alojados nesses galpões.

Conforme informações da Força Sindical do Trabalhadores, eles perderam vários documentos e roupas. Quatro operários tiveram queimaduras leves no corpo. Eles foram encaminhados pelo Corpo de Bombeiros para um posto de saúde.

A Polícia Militar também foi acionada ao local para conter os ânimos exaltados dos trabalhadores, foi necessário o uso de balas de borracha para conter a manifestação. Um operário teve que ser encaminhado para um hospital e passou por uma cirurgia. Ele teve que retirar a bala de borracha que atingiu o braço.  Com informações do Rádio Caçula e Força Sindical.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - VISITA NO GABINETE
BONITO (MS): No gabinete, Prefeito recebe visita de dirigentes e alunos da Pestalozzi
BONITO - MS - PRAÇA DA MARAMBAIA
Praça da Marambaia terá aulas de zumba neste sábado em Bonito (MS)
BONITO - MS
Clube do Laço Nabileque de Bonito convoca associados para Assembleia geral ordinária
POLÍTICA
Assembleia Legislativa: nova pesquisa Ranking tem novidades
ECONOMIA
Presentes e comemorações do Dia das Crianças devem movimentar R$ 130 milhões em MS
CIDADES
De cada 10 cidades de MS, menos de 4 tem plano municipal para o saneamento básico, aponta IBGE
POLÍTICA
Líder, Azambuja tem 42,9%; juiz Odilon é segundo, com 29,35%
ECONOMIA
Brasileiros poderão receber remessas do exterior diretamente em reais
SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Futuro presidente terá de enfrentar financiamento do SUS
GERAL
Ninguém acerta as seis dezenas e prêmio da Mega-Sena acumula