Menu
mutantes
tera, 23 de abril de 2019
ASSOMASUL MARÇO
Busca
ÁGUAS DE BONITO

ONU rejeita pedido da Líbia para reunião de emergência

22 Mar 2011 - 09h23Por Reuters

O Conselho de Segurança da ONU rejeitou na segunda-feira um pedido da Líbia para realizar uma reunião especial sobre os ataques aéreos ocidentais contra o país, iniciados depois que a entidade impôs uma zona de exclusão aérea em seu território, disseram diplomatas.

Em vez da reunião, o Conselho decidiu simplesmente apresentar um comunicado do secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, que já estava planejado para quinta-feira, sobre como está sendo implementada a resolução que criou a zona de exclusão para proteger os civis no conflito interno da Líbia.

Aviões norte-americanos, britânicos e franceses lançaram ataques aéreos e dispararam mísseis no fim de semana para desmantelar as defesas aéreas líbias e impedir a aproximação das forças do governo da cidade de Benghazi, no leste, e de outras localidades tomadas pelos rebeldes.

Diplomatas disseram que o chanceler líbio, Moussa Koussa, havia escrito ao conselho no fim de semana pedindo que a entidade formada por 15 países realizasse uma sessão de emergência para debater a "agressão militar" contra a Líbia.

A China, que preside o conselho neste mês, convocou na segunda-feira uma reunião para consultas a portas fechadas a fim de analisar a carta. O Brasil é membro temporário do órgão.

"O Conselho se reunirá na quinta-feira para receber o relatório do secretário-geral sobre a implementação da Resolução 1973 e, então, discutirá a situação na Líbia", afirmou um diplomata do conselho, falando sob a condição de manter o anonimato.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CIDADES
Dias Toffoli chama para conciliação com indígenas e revolta sitiantes
POLÍTICA
Deputado quer proibir sátira de imagens cristãs em manifestações de MS
COTIDIANO
Amigos lamentam falecimento de Rubens Catenacci, referência na pecuária brasileira
TURISMO
Boletim comparativo de alta temporada do ObservaturMS mostra crescimento no fluxo turístico
GERAL
MPT investiga demissão de funcionários da Mabel sem aviso prévio em MS
EDUCAÇÃO
Governo de MS divulga inscrições para Vale Universidade Indígena
MEIO AMBIENTE
Desmatamento prossegue em Rio Verde, mas com nova faixa de preservação
POLÍCIA
Traficante foge e abandona picape com mais de 800 kg de maconha
POLÍTICA
Prefeita de Miranda continua no comando até ser notificada de cassação
EMPREGOS E CONCURSOS
Prefeitura abre seletiva com 34 vagas e salários de até R$ 1,7 mil em MS