POSTO PRAÇA
Bonito Informa - Notícias de Bonito e região
Bonito, 19 de abril de 2018
KAGIVA
ITALÍNEA DOURADOS
17 de maio de 2011 09h18

Nove meses após entrevista, MPE denuncia Ari Artuzi por racismo

Campo Grande News

Nove meses depois de suposto crime, o Ministério Público Estadual apresenta denúncia contra o ex-prefeito de Dourados, Ari Artuzi por racismo.

Em entrevista à emissora de rádio da cidade, em 14 de agosto de 2010, ele usou de expressão racista ao falar do trabalho realizado no município, alega o MPE.

No programa “Hora da Verdade”, da Grande FM, ao responder sobre os problemas enfrentados pela administração pública, ele disse literalmente “nóis temu fazenu serviço de genti branca; serviço de genti”.

Além de prisão, a promotoria pede que seja aplicada multa de 300 mil reais.

Ari Artuzi, na avaliação do MPE foi infeliz ao dizer a milhares de ouvintes que “gente qualificada é apenas quem ostenta a cútis alva, revelando inadmissível e execrável menoscabo aos outros segmentos étnicos nacionais, sobretudo à comunidade negra”.

Na denúncia, o Ministério Público Estadual alega “discurso infamante e racista proferido pelo outrora prefeito da 2.ª maior cidade de Mato Grosso do Sul repercutiu imediatamente, tanto que vários cidadãos reclamaram prontamente perante a emissora que transmitiu o pronunciamento. O telefone da rádio não cessava de tocar com ligações disparadas por ouvintes indignados”, relembra o promotor João Linhares Júnior..

A demora para a apresentação da denúncia, segundo o MPE, ocorre por tempo necessário para inquérito. Ele explica que o crime se difere de “injúria qualificada” pela utilização de elementos referente à raça e cor, destinados a kuma determinada pessoas. Já o crime de crime de racismo exige que o ataque seja à coletividade. São 12 páginas de denúncia.

Comentários
Veja Também
POUSADA
Últimas Notícias
  
dothshop
bonito_celular
dothCom © Copyright BonitoInforma - Todos os Direitos Reservados.