AGÊNCIA_SUCURI_MEGA_BI
Bonito Informa - Notícias de Bonito e região
Bonito, 18 de Outubro de 2017
CLINICA_RITH
DELPHOS_FULL
17 de Maio de 2011 09h18

Nove meses após entrevista, MPE denuncia Ari Artuzi por racismo

Campo Grande News

Nove meses depois de suposto crime, o Ministério Público Estadual apresenta denúncia contra o ex-prefeito de Dourados, Ari Artuzi por racismo.

Em entrevista à emissora de rádio da cidade, em 14 de agosto de 2010, ele usou de expressão racista ao falar do trabalho realizado no município, alega o MPE.

No programa “Hora da Verdade”, da Grande FM, ao responder sobre os problemas enfrentados pela administração pública, ele disse literalmente “nóis temu fazenu serviço de genti branca; serviço de genti”.

Além de prisão, a promotoria pede que seja aplicada multa de 300 mil reais.

Ari Artuzi, na avaliação do MPE foi infeliz ao dizer a milhares de ouvintes que “gente qualificada é apenas quem ostenta a cútis alva, revelando inadmissível e execrável menoscabo aos outros segmentos étnicos nacionais, sobretudo à comunidade negra”.

Na denúncia, o Ministério Público Estadual alega “discurso infamante e racista proferido pelo outrora prefeito da 2.ª maior cidade de Mato Grosso do Sul repercutiu imediatamente, tanto que vários cidadãos reclamaram prontamente perante a emissora que transmitiu o pronunciamento. O telefone da rádio não cessava de tocar com ligações disparadas por ouvintes indignados”, relembra o promotor João Linhares Júnior..

A demora para a apresentação da denúncia, segundo o MPE, ocorre por tempo necessário para inquérito. Ele explica que o crime se difere de “injúria qualificada” pela utilização de elementos referente à raça e cor, destinados a kuma determinada pessoas. Já o crime de crime de racismo exige que o ataque seja à coletividade. São 12 páginas de denúncia.

Comentários
Veja Também
DROGÃO_BONITO_300_100
Últimas Notícias
  
conde_foto
AGÊNCIA_SUCURI_LATERAL
dothCom © Copyright BonitoInforma - Todos os Direitos Reservados.