Menu
KAGIVA
segunda, 10 de dezembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Na Santa Casa, pacientes de plano de saúde e SUS dividem mesma fila

27 Mai 2011 - 13h00Por Campo Grande News

A superlotação na Santa Casa de Campo Grande, que penaliza os pacientes atendidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde), também afeta quem paga plano de saúde.

À noite, quando as clínicas particulares conveniadas fecham as portas, o Prontomed – setor que atende convênios e particulares na Santa Casa - aparece como única opção em casos de acidentes e traumas.

Neste cenário, tanto pacientes do SUS, que dão entrada pelo Pronto Socorro, quanto usuários do plano de saúde entram na mesma fila por atendimento. “Se o Pronto Socorro estiver lotado, prejudica o Prontomed”, admite o diretor clínico Luiz Alberto Kanamura. Ele afirma que o critério de seleção para o atendimento é a gravidade do caso. “Quem estiver pior é atendido primeiro. Não importa se convênio ou SUS”.

Em caso de superlotação, que ocorre geralmente aos fins de semana, quando a mistura de álcool e excesso de velocidade faz explodir os números de acidente de trânsito, pacientes do SUS são levados para o Prontomed.

Reclamações dos usuários dos planos de saúde chegam ao Siems (Sindicato dos Trabalhadores na área de Enfermagem). “A família de uma paciente que deu entrada pelo Prontomed reclamou que demorou dois dias para ela ser encaminhada ao centro cirúrgico”, relata a presidente do sindicato, Helena Delgado. Neste dia, cinco salas do centro cirúrgico foram transformadas em CTI (Centro de Terapia Intensiva).

Filé – A presidente do Siems compara que a rede particular fica com o “filé mignon” dos traumas, como luxaçã e entorse. E suspendem o atendimento no período noturno, quando há maior incidência de acidentes de trânsito. Um atendimento mais complexo e que exige mais estrutura e recursos por parte da unidade que recebe o paciente.

A reportagem do jornal online Campo Grande News ligou para diversas clínicas para saber como funciona o atendimento à noite aos usuários de plano de saúde. No hospital Miguel Couto, da Unimed, somente clínico geral atende 24 horas.

Na Orthos, o atendimento com ortopedista vai até as 19h. Depois, a orientação é procurar o Proncor da Maracaju ou o Prontomed.

No Proncor, o atendimento de ortopedia termina a meia noite e retorna às 7h do dia seguinte. Na Ortotrauma, um médico fica de sobreaviso até 21h.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - AUDIÊNCIA NA CÂMARA
Em audiência, Promotor alerta que se não resolver o 'Brejão' do Rio da Prata ele se acaba em 10 anos
FATALIDADE EM CIDADE DO MS
Homem perde perna e braço após ser atropelado por trem em cidade do MS
BONITO - MS - MARIA DA PENHA
Populares seguram jovem querendo matar a ex-mulher com faca até PM chegar em bairro de Bonito (MS)
VIDA NOVA CHEGANDO
Após esperar por uma hora, mulher dá à luz no chão da recepção do Hospital municipal
BONITO - MS - NA LISTA DO IBAMA
Bonito na lista, Ibama aplicou R$ 672 mil em multas a produtores por uso irregular de agrotóxicos
MUNDO DOS FAMOSOS
Ex de Zezé Di camargo, Zilu Camargo posa de biquíni, exibe corpo escultural e “espanta”
CASAMENTO COM EMOÇÃO
Casamento de Nicole Bahls tem polícia na igreja, convidados na delegacia e ladrão famoso descoberto
BONITO - MS - MEIO AMBIENTE
Audiência para debater poluição de rios lota Câmara de Bonito (MS)
DOURADOS - TRAGÉDIA NO TRÂNSITO
Criança de 12 anos morre no Hospital da Vida depois de ser atropelada em Dourados
GESTÃO BOLSONARO
Em ministério, Mandetta vai priorizar atenção básica de saúde