Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quinta, 16 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca

Mudanças no Ministério do Turismo podem atrasar obras em MS

15 Set 2011 - 08h02Por Edmir Conceição / Midiamax

Há várias obras em Mato Grosso do Sul que são executadas com recursos do Ministério do Turismo e as mudanças no comando da pasta podem retardar uma ou outra obra, já que sempre há um ‘vácuo institucional’ na troca de ministro. Para o coordenador da bancada federal, deputado Geraldo Resende (PMDB-MS), no entanto, a mudança no comando do Ministério não afeta a liberação de recursos já empenhados, muito embora o pagamento possa ser retardado.

Resende não acha que novas denúncias envolvendo o Ministério do Turismo possam refletir no cronograma de liberação de recursos porque ‘há uma relação institucional sólida com o governo que vem de ministros anteriores’. Para o deputado, que é amigo do ex-ministro Pedro Novais, as denúncias ‘desgastam o governo e desgastam o PMDB’, por isso vê a situação com “preocupação”.

Obras em MS - Os recursos dos Ministério do Turismo liberados por meio de emendas parlamentares bancam construção e reforma de praças, revitalização de estações rodoviárias e construção de novos terminais de passageiros e parques. No Estado, o maior volume de recursos do Ministério do Turismo está concentrado em Dourados.

Dourados revitalizou a praça principal da cidade, que está na fase final de instalação da fonte luminosa, construiu a Praça do Parque Alvorada e está executando outras três praças – Jardim Canaã III, Izidro Pedroso e do Parque Ambiental do Córrego Rego D´Água. Recursos que estavam empenhados desde 2008 só foram liberados entre fim de 2010 e este ano.

Ainda em Dourados, é esperada a liberação de recursos para a conclusão da revitalização da rua Toshinobu Katayama, reforma da Praça do Transbordo e revitalização da estação rodoviária. Outras obras estão paradas ou em ritmo lento. Há ainda restos a pagar de quatro praças, uma rodoviária (Bodoquena) e um museu, além da revitalização de mais uma praça pública.

No mês passado o Ministério do Turismo prometeu liberar as últimas parcelas de recursos para as praças do Jardim Paraíso e Pioneiros, as duas em Naviraí. Em Bodoquena a obra da rodoviária se arrasta há mais de dois anos. O prefeito Jun Iti Hada diz que recebeu apenas R$ 39 mil (10% do valor total). No mês passado, o Ministério liberou R$ 21.333,00. No conjunto de obras com recursos do Turismo e que estão paradas, a principal é a Praça do Centenário, em Glória de Dourados, prohjetada para comemorar o centenário da imigração japonesa, que já passou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTE
Lutador de MS é convocado para Mundial em outubro na Turquia
POLÍTICA
Com fim da hegemonia da TV, internet pode ser decisiva nestas eleições
POLÍTICA
TSE registra mais de 23 mil candidatos às eleições de outubro
BONITO - MS - ATENÇÃO MÃES
Dia 'D' contra poliomielite e sarampo será neste sábado em Bonito (MS)
MEIO AMBIENTE - JARDIM E BONITO
A condenação do rio da Prata, essencial para a biodiversidade em Jardim e Bonito (MS)
LOTERIA
Sul-mato-grossense ganha R$ 1 milhão na loteria da Caixa
STOCK CAR 2018
Bons retrospecto em MS anima pilotos da Cavaleiro Sports
CASO DE POLÍCIA
Boliviana denuncia estupro de criança de 8 anos em fazenda no Pantanal
CIDADES
Na contramão do nacional, MS registra queda na mortalidade materna
POLÍTICA
Para eleitores, 2º turno a presidente será entre Bolsonaro e Alckmin