Menu
ITALÍNEA DOURADOS
sbado, 20 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca

MS supera média nacional na geração de empregos em 2010, aponta RAIS

12 Mai 2011 - 07h53Por Campo Grande News

O número de empregados com carteira assinada e também de servidores públicos referentes a 2010 em Mato Grosso do Sul alcançou 560,8 mil em dezembro de 2010, crescimento de 7,12% em relação ao estoque de empregos de dezembro de 2009. O índice é maior que a média nacional de 6,9%.

As informações são da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) que apresenta dados de contratações formais de trabalhadores com carteira assinada e do setor público.

No Estado, foram 37,3 mil postos a mais que no ano anterior. O setor de Serviços foi o que mais contribui para esse acréscimo, com a criação de 13,8 mil postos de trabalho. O comércio registrou 9,1 mil novos postos de trabalho. Em terceiro lugar no ranking positivo de empregos aparece a Indústria de Transformação, com 5,2 mil vagas abertas.

A Construção Civil, que passou o ano reclamando da falta de mão de obra qualificada, aparece em quarto lugar, com acréscimo de 4,9 mil empregos.

No entanto, em números relativos teve o melhor desempenho com crescimento proporcional de 21,53%. A segunda posição fica com o setor de Serviços, com a expansão de 10,58%.

A Administração Pública, tão criticada pelo inchaço do quadro, gerou 3,2 mil postos de emprego.

No Brasil, o ano fechou com 2,86 milhões empregados.

Esse total representa um recorde de toda a série histórica da Rais, que começou a ser feita em 1975. Segundo o ministério, do total de 2,86 milhões de trabalhadores, 2,59 milhões são empregados com carteira assinada e 279 mil de contratados no serviço público.

Em 2009, a Rais registrou 1,76 milhão de empregados com carteira assinada e servidores públicos em todo o país.

Para este ano, a expectativa do governo federal é de que o Brasil deve gerar 3 milhões de postos de trabalho.

O rendimento real médio do trabalhador sul-mato-grossense subiu 3,57% em relação a dezembro de 2009, como resultado dos aumentos nas remunerações médias recebidas. Os salários dos homens subiram, como sempre, mais do que o das mulheres :4,22%. O reajuste médio para as mulheres foi de 2,61%.

A remuneração média para o sexo masculino passou de R$ 1.603,64 para R$ 1.671,32 e da trabalhadora de R$ 1.478,94 para R$ 1.517,50.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVENO DO MS
Governo de Reinaldo Azambuja interliga por estradas o Pantanal secularmente isolado
IBOPE NO MS - PESQUISA
IBOPE em Mato Grosso do Sul, votos válidos: Azambuja, 53%; Odilon, 47%
BONITO - MS - AÇÕES MEIO AMBIENTE
SEMA distribui frutas produzidas no Viveiro de Mudas Nativas de Bonito (MS)
BONITO - MS - REFORMA
Prefeitura reforma instalações do Programa Bolsa Família que atende 650 beneficiários em Bonito (MS)
ELEIÇÕES 2018 - FÁBRICA DE FAKE NEWS
Polícia e Justiça 'explodem' fábrica de fake news de coordenador de Odilon
TRAGÉDIA NAS ESTRADAS DO MS
Empresário e filho de 1 ano que morreram em acidente, retornavam de Bonito (MS)
BONITO - MS - ESPORTE -
Bonito (MS) recebe estadual de beach tennis neste fim de semana
TIRO ACIDENTAL
Pai foge após matar filho de 10 anos com tiro acidental no ouvido em cidade do MS
BONITO - JARDIM - BODOQUENA E BELA VISTA
BONITO e mais 3 cidades recebem auxilio da Agesul na recuperação de estradas devido as chuvas
PESQUISA NO MS
Em nova pesquisa, Reinaldo tem 54.21% e Juiz Odilon 45.79%, VEJA NÚMEROS