Menu
ITALÍNEA DOURADOS
domingo, 16 de dezembro de 2018
KAGIVA
Busca
UNIPAR_PC

MS, RS, PR e SC poderão ter nota fiscal comum

9 Ago 2011 - 15h40Por Correio do Estado

Os Estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina poderão implantar uma nota fiscal eletrônica comum. Pelo menos essa é uma das propostas discutidas em reunião realizada no gabinete do presidente da Câmara dos Deputados Marco Maia (PT-RS) na manhã desta terça-feira (9). A discussão foi proposta pelo Conselho de Desenvolvimento e Integração do Sul (CODESUL) com o objetivo de debater políticas para o desenvolvimento sócio-econômico dessas unidades da Federação.

Representando Mato Grosso do Sul, o coordenador da bancada no Congresso Nacional, deputado Geraldo Resende (PMDB-MS) participou do encontro junto com os demais coordenadores das bancadas dos Estados da região sul do país. A próxima reunião do Conselho ficou marcada para o dia 2 de setembro, em Esteio-RS.

Além da nota fiscal eletrônica comum, os principais temas debatidos foram a possibilidade de se criar um fundo para a recuperação de municípios atingidos por desastres ambientais; a formulação de ações para combater o tráfico de drogas nas fronteiras; e a fiscalização do trânsito de animais.

A reunião foi convocada pelo governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), presidente do CODESUL. O governador foi representado pela secretária executiva do conselho, a ex-senadora Emília Fernandes. Durante a audiência, Geraldo Resende também foi convidado a participar de um evento que reunirá as bancadas parlamentares da região sul e os presidentes das respectivas federações das indústrias. A reunião com o setor produtivo e a classe política vai acontecer no próximo dia 12, em Santa Catarina.

Após a reunião na presidência da Câmara, Geraldo Resende disse que o resultado foi positivo. “Discutir entre as bancadas e o Poder Executivo dos Estados esses temas, formular as políticas necessárias e trabalhar junto com o Governo federal é o verdadeiro papel das bancadas e uma forma de se lutar pelo desenvolvimento regional”, afirmou.

Participaram da audiência, além de Geraldo Resende e o presidente Marco Maia, a secretária executiva do CODESUL Emília Fernandes; os deputados Edinho Bez (PMDB), coordenador da bancada de Santa Catarina; Fernando Lucio Giacobo (PR), coordenador da bancada do Paraná; e Paulo Pimenta (PT), coordenador da bancada do Rio Grande do Sul.


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

MUNDO DA MÚSICA
Jorge e Mateus vivem clima tenso e se evitam nos bastidores dos shows
PREVISÕES PARA 2019
Vidente faz previsões chocantes sobre casal “Brumar” e Simone e Simaria
BONITO - MS - MEDIDAS TOMADAS
Governo de MS adota medidas de contenção de erosão para preservar os rios de Bonito
BONITO - MS - HOMENAGEADO
Gruta do Lago Azul era para dar tiro e fazer churrasco, conta guia pioneiro de Bonito (MS)
GOVERNO DO MS - CONQUISTA
Com 86% das metas cumpridas, Reinaldo se reúne com eleitos e traça projetos para 2019
BONITO - MS - RÉVEILLON 2019 -
Prefeitura divulga regulamento sobre as festividades do Réveillon 2019 em Bonito (MS)
CORPO ENCONTRADO EM RIO DE MS
Bombeiros localizam o corpo do homem que sumiu na pescaria em MS
BONITO - MS - NOVA DIRETORIA DA OAB
Nova diretoria da 23ª subseção da OAB de Bonito toma posse
RIO DA PRATA DE VOLTA
'Clareza' do Rio da Prata aparece e semana é marcada por audiência e clamor popular em Bonito (MS)
DUAS MORTES POR RAIOS NO MS
Tempestade surpreende e dois morrem atingidos por raios em MS