POSTO PRAÇA
Bonito Informa - Notícias de Bonito e região
Bonito, 20 de fevereiro de 2018
KAGIVA
UNIPAR_468
6 de fevereiro de 2018 16h33

MPE-MS investiga supostas irregularidades em licitação de eventos da Prefeitura de Bodoquena

MPE-MS investiga supostas irregularidades em licitação de eventos da Prefeitura de Bodoquena

MIDIA MAX
O MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) está investigando todo o calendário de eventos do município de Bodoquena, para encontrar irregularidades em uma licitação de mais de R$ 400 mil.  A licitação, aberta no ano passado, resultou na O MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) está investigando todo o calendário de eventos do município de Bodoquena, para encontrar irregularidades em uma licitação de mais de R$ 400 mil. A licitação, aberta no ano passado, resultou na

O MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) está investigando todo o calendário de eventos do município de Bodoquena, para encontrar irregularidades em uma licitação de mais de R$ 400 mil.

A licitação, aberta no ano passado, resultou na contratação de uma empresa em nome de Anderson Furlane, por R$ 416 mil, para fornecer infraestrutura para os eventos do município, de abril até dezembro.

Uma denúncia encaminhada ao MPE-MS entretanto afirmava que o edital do pregão realizava não informaria qual tipo de serviço seria prestado nem quais itens seriam fornecidos pelas empresas

A denúncia também dizia que a empresa vencedora não “possuiria nada” a não ser os documentos em nome de Anderson Furlane Martins, natural do Estado de São Paulo.

Em comunicado ao MPE-MS, a Prefeitura de Bodoquena alegou que a licitação ocorreu sem qualquer irregularidade, em respeito à legislação havendo separação de lotes e cotação de preços com três empresas interessadas.

A Prefeitura também alega que a empresa vencedora “preenche todos os requisitos para contratação, não havendo motivo para ser de algum modo recusada”. Documentos referentes à contratação e licitação foram encaminhados ao MPE-MS.

As investigações tiveram início ainda em abril e agora foram convertidas em um inquérito civil. O MPE-MS pede agora que a Prefeitura de Bodoquena envie em até 15 dias todo o calendário de eventos de abril a dezembro de 2017, detalhando os serviços prestados pela contratada.

Comentários
Veja Também
ANUNCIE AQUI
Últimas Notícias
  
conde_foto
TASS_300
dothCom © Copyright BonitoInforma - Todos os Direitos Reservados.