AGÊNCIA_SUCURI_MEGA_BI
Bonito Informa - Notícias de Bonito e região
Bonito, 22 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
CLINICA_RITH
11 de Maio de 2011 16h05

Ministro inglês quer investigação de acusações que incluem Ricardo Teixeira

Folha.com

O ministro britânico do esporte e da Olimpíada, Hugh Robertson, disse que a Inglaterra não descarta deixar a Fifa caso a entidade não investigue as acusações de suborno contra membros de seu Comitê Executivo que atingem, inclusive, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira.

Na terça-feira, o ex-presidente da Federação Inglesa de Futebol e do comitê de canduidatura Inglaterra-2018, Lord Triesman, declarou em uma audiência no Parlamento inglês que diversos membros da Fifa teriam pedido presentes e dinheiros em troca de seus votos na candidatura inglesa, entre eles Ricardo Teixeira.

"Há um desejo de tentar, trabalhar e mudar a Fifa por dentro. Se a Fifa demonstra que é incapaz de fazer isso, então me atreveria a dizer que todas as opções são possíveis", afirmou Robertson ao canal de TV britânico BBC.

Após as acusações de Triesman, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse que, uma vez que lhe sejam apresentadas provas que sustentem as denúncias, a entidade tomará as medidas cabíveis, incluindo uma provável investigação por meio de seu Conselho de Ética.

Robertson pediu mais transparência à Fifa em seus processos de candidatura.

Pouco mais de um mês antes das eleições que escolheram a Rússia como sede do Mundial de 2018 e o Qatar para organizar a Copa de 2022, o jornal britânico "Sunday Times" publicou uma série de reportagens em que dois membros do Comitê Executivo da Fifa foram gravados aceitando trocar seus votos no pleito por dinheiro. Os acusados foram suspensos, e a votação seguiu normalmente.

Um escândalo semelhante ocorreu no Comitê Olímpico Internacional (COI), quando da escolha de Salt Lake City como sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2002. Como consequência, o COI passou por uma extensa reforma em que mudou, desde outras coisas, o processo de votação que escolhe as cidades sedes dos jogos.

"Temos que respaldar tudo com provas, e espero que a Fifa siga o exemplo do COI, que se submeteu a um processo similar depois de Salt Lake City", disse Robertson.

OUTRO LADO

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, divulgou um comunicado oficial na terça-feira para rebater as declarações feitas pelo ex-presidente da Associação Inglesa de Futebol e do comitê Inglaterra-2018, Lord Triesman, e informou que vai processá-lo.

O inglês colocou o dirigente brasileiro no meio de um escândalo de suposta venda de votos para escolha da sede de uma Copa do Mundo.

Em um comitê do Parlamento, Triesman disse que ouviu a seguinte frase de Teixeira: "Venha aqui e me diga o que você tem para mim".

Na tarde desta terça-feira, a CBF publicou em seu site oficial que Triesman, com essa declaração, tenta esconder o seu fracasso na condução da candidatura da Inglaterra para receber a Copa.

A escolha da sede da Copa foi no final do ano passado, e a Inglaterra obteve apenas dois votos. Rússia foi a escolhida.

A CBF divulgou que representantes do Comitê de Candidatura da Inglaterra chegaram a se reunir com Ricardo Teixeira no dia 26 de abril de 2010 para pedir o voto do brasileiro, mas que Triesman não participou dessa reunião.

A entidade brasileira também disse que Ricardo Teixeira declarou com antecedência que seu voto seria dado para a candidatura da Espanha/Portugal.

Comentários
Veja Também
conde_foto
Últimas Notícias
  
AGÊNCIA_SUCURI_LATERAL
bonito_celular
dothCom © Copyright BonitoInforma - Todos os Direitos Reservados.