Menu
ITALÍNEA DOURADOS
segunda, 22 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca
Brasil - Economia

Ministro diz que Rússia deve decidir sobre embargo à carne brasileira na próxima sema

26 Jan 2012 - 13h23Por Agencia Brasil

O ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, disse hoje (26) que saiu otimista da reunião que teve essa semana com a ministra da Agricultura da Rússia, Yelena Skrynnik, para tentar destravar o embargo à exportação de carne brasileira para o país europeu. A resposta do governo russo pode sair na semana que vem, segundo o ministro.

“Fiquei bastante otimista, a ministra russa foi muito cordial. O trabalho está sendo feito, os contatos foram realizados. Tudo o que o governo russo nos pediu nós atendemos, agora estou esperando até terça-feira para uma definição da ministra”, disse Mendes Ribeiro hoje, antes de participar de um evento no Fórum Social Temático (FST).

Durante o encontro com a ministra russa, Mendes Ribeiro disse que explicou à colega que o serviço de inspeção dos frigoríficos brasileiros é federal, tornando injustificável o embargo feito a estados, como o ocorrido com o Rio Grande do Sul, terra natal do ministro, além do Paraná e de Mato Grosso, embargados totalmente.

“Expliquei a ela que o nosso sistema de defesa não era regionalizado ainda, que estamos partindo para a regionalização, que hoje a nossa defesa é nacional, e que não tinha porque destruir alguns estados”, relatou.

O ministro não quis adiantar que contrapartidas o governo russo exigiu em resposta ao possível fim do embargo à carne brasileira. “A pauta é bem extensa. Ainda estamos tratando de outras políticas, temos a questão de alguns impostos diferenciados, é uma grande negociação. A Rússia é um parceiro que temos que manter de todas as formas possíveis”, avaliou.

Em 2011, os embarques de carne brasileira para a Rússia tiveram redução de 19,6%.

Mendes Ribeiro veio ao FST para apresentar o programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC), lançado em 2010 para incentivar a redução das emissões de gases de efeito estufa no setor agropecuário. Com orçamento inicial de R$ 2 bilhões, o programa só atendeu 3 mil produtores.

Segundo o ministro, o programa ABC é a “menina dos olhos” da presidenta Dilma Rousseff e vai ajudar o Brasil a cumprir a meta de reduzir as emissões nacionais de 36,8% a 38,9% até 2020. “Fizemos esse compromisso em 2009 e não podemos recuar. O Brasil está fazendo o dever de casa. A presidenta Dilma tem sido determinante quanto a isso: a agricultura é importante tanto quanto o meio ambiente, por isso minha integração com ministra Izabella Teixeira [ministra do Meio Ambiente] é permanente.”

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS
Certificado inclui Bonito no Mapa do Turismo Brasileiro
PESQUISA 2º TURNO - GOVERNADOR
Reinaldo tem 54% em nova pesquisa divulgada nesta segunda-feira 22 de outubro
EMPREGOS
MS tem mais de 2 mil vagas em concursos e salários de até R$ 11 mil
CIDADES
Discussão por xenofobia termina com baiano esfaqueado em MS
CINEMA
Com crítica política, animação brasileira é destaque em festival
GERAL
Para presidente da CBL, falta de leitura favorece notícias falsas
EDUCAÇÃO
Inscritos no Enem podem checar local de provas a partir de hoje
BONITO - MS - APROVADO NA CÂMARA
Câmara aprova projeto de proibição da taxa de religação de água pela Sanesul em Bonito (MS)
NOVELA DA GLOBO
Segundo Sol: Por Karola, Deborah Secco passa a tesoura no cabelão; veja o novo visual
MUNDO DA TV
Fábio Porchat pede demissão da Record