Menu
mutantes
tera, 23 de abril de 2019
ASSOMASUL MARÇO
Busca
ÁGUAS DE BONITO

Ministro diz que MS deve construir pontes de concreto para evitar prejuízos

12 Mar 2011 - 13h33Por Midiamax

 Durante a visita que fez nesta sexta-feira (11) às áreas de Mato Grosso do Sul atingidas pelas chuvas intensas o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, alertou para a necessidade de MS passar a construir pontes de concreto. “A ação prioritária é a recuperação das pontes destruídas e danificadas. Vamos evitar construir pontes de madeira para fazer uma ação de prevenção”, recomendou.

Segundo levantamento da Defesa Civil, quatro pontes foram destruídas no Estado e outras 21 ficaram danificadas. Todas as destruídas eram de madeira. O ministro informou que até a próxima segunda-feira será depositado diretamente na conta do Estado o valor de R$ 5 milhões para as primeiras ações em caráter de emergência.

No total, 14 prefeitos de municípios atingidos pelos danos causados com as chuvas se reuniram em Campo Grande hoje. Eles apresentaram a situação de cada cidade ao ministro. Puccinelli entregou um relatório genérico com fotos e o levantamento da situação no Estado. Segundo ele, os prejuízos chegam a R$ 110 milhões.

"Vamos liberar cinco milhões de reais emergencialmente para as ações mais urgentes, e levar esses dados para Brasília, onde serão analisados. Não vou fazer promessas sem estudar bem a situação. Não prometemos o que não podemos cumprir", disse o Ministro.

Em Aquidauana, um dos municípios mais afetados, o prefeito Fauzi Suleiman garante que os prejuízos são de R$ 24 milhões. “Isto inclui pontes, estradas, pavimentação da cidade, prédios públicos, abastecimento de água e rede de esgoto. Temos uma situação dramática e uma das maiores enchentes da história da cidade”, detalhou.

Ele mesmo admite, no entanto, que no ano passado o município passou por situação assemelhada e recebeu bem menos. "No ano passado passamos por uma situação como esta e conseguimos viabilizar R$ 3,4 milhões”, contou Suleiman. No total, 665 pessoas estão oficialmente desabrigadas e as escolas continuam fechadas.

Estavam também na reunião pleiteando recursos o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho; de São Gabriel do Oeste, Sérgio Marcon; de Coxim, Dinalva Mourão; de Maracaju, Celso Vargas; de Rio Verde, Wiliam Brito; de Miranda, Neder Vedovato; de Santa Rita do Pardo, Eledir Barcelos; de Ribas do Rio Pardo, Roberto Moureira; de Anastácio, Douglas Figueiredo; de Chapadão do Sul, Jocelito Krug; de Sidrolândia, Daltro Fiúza; de Dois Irmãos do Buriti, Wlademir de Souza e de Paranaíba, José Francisco de Freitas.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO TRIPLEX
STJ julga nesta terça recurso de Lula no caso triplex
NOVA ELEIÇÕES EM CIDADE DO MS
TRE cassa mandato de prefeita e novas eleições devem ser marcadas em cidade do MS
POLÍCIA
Apontada como chefe do tráfico, vereadora de MS tem prisão mantida
TRÂNSITO
Detran esclarece sobre a Permissão Internacional para Dirigir
GERAL
Ex-aluno da UFMS deve chefiar diretoria responsável pelo Enem
POLÍCIA
Policiais são demitidos por abandono de cargo na Polícia Civil de MS
BONITO - MS
ESF Vila América realiza acompanhamento de doentes crônicos em Bonito
GERAL
MS teve mais de mil motoristas multados por dia em março
CIDADES
Polícia faz 152 blitz em rodovias de MS no feriado
GERAL
Cresce a imprudência e o número de pessoas feridas em acidentes nas rodovias federais de MS