Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quinta, 16 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca

Ministério da Justiça libera arquivo nacional para familias de mortos e desaparecidos

25 Jul 2011 - 13h04Por Agência Estado

O Ministério da Justiça liberou totalmente o acesso ao Arquivo Nacional para doze representantes de perseguidos políticos e familiares de mortos e desaparecidos durante o regime militar. De acordo com o governo, o objetivo é identificar torturadores e assassinos da ditadura. O grupo que terá acesso aos documentos é formado por ex-ativistas políticos e parentes das vítimas.

O pedido de acesso foi feito ao ministro há cerca de um mês pela Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos Políticos, uma entidade civil. O trabalho começará na próxima semana e não poderá sofrer nenhuma restrição por parte do Estado.

A decisão consta da Portaria 1.668, de 20 de julho de 2011, do ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, e foi publicada no Diário Oficial de quinta-feira (21).

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTE
Lutador de MS é convocado para Mundial em outubro na Turquia
POLÍTICA
Com fim da hegemonia da TV, internet pode ser decisiva nestas eleições
POLÍTICA
TSE registra mais de 23 mil candidatos às eleições de outubro
BONITO - MS - ATENÇÃO MÃES
Dia 'D' contra poliomielite e sarampo será neste sábado em Bonito (MS)
MEIO AMBIENTE - JARDIM E BONITO
A condenação do rio da Prata, essencial para a biodiversidade em Jardim e Bonito (MS)
LOTERIA
Sul-mato-grossense ganha R$ 1 milhão na loteria da Caixa
STOCK CAR 2018
Bons retrospecto em MS anima pilotos da Cavaleiro Sports
CASO DE POLÍCIA
Boliviana denuncia estupro de criança de 8 anos em fazenda no Pantanal
CIDADES
Na contramão do nacional, MS registra queda na mortalidade materna
POLÍTICA
Para eleitores, 2º turno a presidente será entre Bolsonaro e Alckmin