Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
quinta, 21 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Micro e pequenas empresas receberam 40% dos R$ 69,4 bi liberados pelo BNDES

7 Set 2011 - 10h01Por Agência Brasil

O segmento das micro, pequenas e médias empresas concentrou 40% dos R$ 69,4 bilhões liberados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no acumulado janeiro a julho deste ano. Isso representou R$ 27,6 bilhões, distribuídos em 437 mil operações, que corresponderam a 94% do total de transações feitas pelo BNDES.

“Foi uma estratégia acertada do banco, não só em relação ao Programa de Sustentação do Investimento (PSI) [do governo federal], mas também muito em relação ao Cartão BNDES (usado para compras pelo portal eletrônico do banco), que é um programa direcionado às empresas de menor porte”, disse hoje (6) o chefe do Departamento de Orçamento da Área de Planejamento do BNDES, Gabriel Visconti.

Segundo ele, isso tem um reflexo imediato nos resultados do banco. “Desde o início do ano, as micro, pequenas e médias empresas apresentam uma participação crescente nos desembolsos globais do BNDES e essa participação vem se mantendo”.

De acordo com o BNDES, as liberações para as micro, pequenas e médias empresas somaram R$ 23,2 bilhões no primeiro semestre de 2011, representando 42% do total. Em 2010, a participação foi 32% e, em 2009, 22%.

O boletim de desempenho divulgado pelo BNDES mostra ainda que, embora a Região Sudeste tenha concentrado a maior parte dos desembolsos do banco no período (49%), com R$ 33,8 bilhões, as regiões Norte e Nordeste já participam com 20% do total.

Do volume liberado pelo banco nos sete primeiros meses de 2011, cerca de R$ 15,7 bilhões se destinaram à Região Sul, R$ 8,61 bilhões, ao Nordeste, R$ 5,24 bilhões, ao Norte e R$ 5,84 bilhões, ao Centro-Oeste.

Ainda de acordo com o boletim, em termos de desembolso social, os recursos somaram R$ 3,18 bilhões, sendo R$ 944 milhões destinados à área de saneamento ambiental e R$ 839 milhões para projetos de desenvolvimento urbano. Visconti enfatizou que os recursos se destinaram principalmente a obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A área de desenvolvivmento rural recebeu R$ 701 milhões e a de saúde, R$ 224 milhões.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GESTÃO PÚBLICA
Reinaldo Azambuja fala sobre desafios da nova gestão em entrevista à GloboNews
BONITO - MS - CONGRESSOS DE NETWORKING
Bonito (MS) receberá pelo menos 10 mil visitantes na baixa temporada em busca de networking em 2019
AGORA DEU MEDO
PMA captura cascavel de 1,3 metros em residência na Capital
GERAL
Em MS, 38 radares voltam a operar na BR-163 a partir da próxima semana
TEMPO E TEMPERATURA
Alerta: 24 cidades de MS estão com aviso de tempestade de perigo potencial
BONITO - MS - POLÍCIA
Vítima de 'estupro virtual' volta para casa e retoma rotina na escola em Bonito (MS)
GERAL
Sistema do Detran-MS continua fora do ar nesta quarta-feira
GERAL
Gabaritos do Enade 2018 já estão disponíveis no site do Inep
COTA ZERO
Deputados pedem que caça do jacaré seja liberada
POLÍCIA
Homem é preso, suspeito de exploração sexual de criança