Menu
ITALÍNEA DOURADOS
tera, 16 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca

Mesmo com crise global, chineses e brasileiros intensificam relações comerciais

3 Out 2011 - 14h06Por Agência Brasil

Em oposição às tensões causadas pela crise econômica mundial, chineses e brasileiros caminham para o incremento comercial ampliando áreas de investimento e reduzindo as restrições de lado a lado. A conclusão é da diretora executiva da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China (CCIBC), Uta Schwietzer, que levará uma missão de 160 empresários brasileiros para a primeira fase da Feira de Cantão no próximo dia 15 de outubro. De acordo com os organizadores, a feira, que ocorre em três fases, é a maior do mundo no segmento de negócios.

A ideia é reunir pelo menos 300 investidores brasileiros no encontro que terá também representantes de mais de 200 países. “Há um interesse mútuo dos chineses em relação aos brasileiros e vice-versa. Até algumas restrições estão sendo vencidas principalmente porque os produtos chineses que têm chegado aqui [Brasil] estão vindo com qualidade, como os eletrônicos”, disse Uta à Agência Brasil.

A diretora executiva da CCIBC, representante oficial da Feira de Cantão, ressaltou que o Brasil passa por um momento que atrai os “olhares estrangeiros” por causa da Copa do Mundo de 2014, dos Jogos Olímpicos de 2016 e ainda dos projetos referentes ao pré-sal. “O interesse dos chineses se deve também ao equilíbrio e à estabilidade do Brasil”, disse ela. “É um momento que indica estímulo de investimentos e ofertas.”

A Feira de Cantão está no calendário de eventos da câmara e reúne pequenos e médios empresários brasileiros e estrangeiros de vários setores, como eletrônicos, da construção civil, de maquinários e mineração. “Temos sido procurados por muitos interessados em investir no Brasil. Em tempos de crise, os investidores buscam alternativas. Nosso esforço é ajudar tanto chineses quanto brasileiros”, disse Uta.

Só no ano passado o mesmo evento movimentou US$ 34 bilhões em exportações por meio de mais de 200 mil pessoas de 208 países, no complexo de Pazhou, envolvendo 23 mil empresas estrangeiras. Em abril houve uma edição deste ano da Feira de Cantão que envolveu US$ 36,8 bilhões: 7,5% a mais do que o evento promovido no mesmo período do ano passado.

Há 54 anos a feira é realizada. A zona de exportação da Feira de Cantão é formada por 48 delegações de comércio, incluindo mais de 20 mil companhias de comércio exterior, fábricas, instituições de pesquisa. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AINDA DESAPARECIDA
Servidora pública do TRE/MS continua desaparecida e familiares pedem ajuda
PESQUISA NO MS
Reinaldo abre 14% e chega com 57% dos votos válidos em nova pesquisa no MS
BRIGA INTERNA EM PLENA CAMPANHA
Conselho de Ética do PDT pede 'cabeça' de Odilon por apoio a Bolsonaro
BONITO - MS - OBRAS E MELHORIAS
BONITO: Agesul e prefeitura concluem revitalização de mais de 70 KM da estrada vicinal da La Lima
ELEIÇÕES PARA PRESIDENTE
Bolsonaro lidera em 4 regiões; Haddad está na frente no Nordeste, VEJA OS GRÁFICOS
LUTO NA TV
Aos 78 anos, morre o jornalista Gil Gomes
TRAGÉDIA
Menina de 2 anos é atropelada na garagem de casa quando mãe dava ré no carro, em Campo Grande
APOIO À REINADO AZAMBUJA
Deputado do MDB reúne prefeitos, vereadores e lideranças de MS em apoio à Reinaldo Azambuja
BONITO - MS
Conhecimento e muita diversão marcaram o 7° Acampamento do Instituto Mirim Ambiental de Bonito
DESAPARECEU
Servidora pública com depressão desaparece e preocupa família