Menu
mutantes
sbado, 16 de fevereiro de 2019
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Meirelles defende debate sobre sigilo de orçamento de obras da Copa e das Olimpíadas

22 Jun 2011 - 16h47Por Agência Brasil

O presidente do Conselho Superior da Autoridade Olímpica, Henrique Meirelles, defendeu hoje (22) um debate “aberto” e com “transparência”, no Congresso Nacional, sobre a Medida Provisória 427, que estabelece o regime diferenciado de contratação (RDC) para obras da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016.

Ex-presidente do Banco Central, Meirelles lembrou que o projeto foi considerado adequado pelos órgãos que participaram de sua elaboração em diversas instâncias do Executivo, como a Controladoria-Geral da União, e pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que também colaborou na preparação do texto. Mesmo assim, Meirelles reconheceu que há pontos polêmicos no texto. “É um debate interessante, deve prosseguir”, disse ele.

Henrique Meirelles não se referiu especificamente ao item que trata da legalidade do sigilos sobre o orçamento das obras, mas ressaltou que todas as medidas propostas pelo governo têm como finalidade assegurar menor preço e defender o interesse público. Para ele, tais medidas não impedem, paralelamente, melhorias no sistema de fiscalização e transparência.

“Evidentemente, cabe ao Congresso Nacional e à sociedade discutir se essa metodologia [projeto] é a melhor”, afirmou Meirelles, após participar de evento no Palácio Laranjeiras, no Rio. “É importante que a sociedade tenha absoluta tranquilidade na correção e na absoluta transparência do processo. Ao mesmo tempo, devemos ter procedimentos eficientes para que os prazos sejam cumprido a custos competitivos.”

Evitando comentar “detalhes técnicos”, o responsável pelos preparativos para a Copa e os Jogos Olímpicos disse que um dos objetivos do governo com o projeto é evitar uma “explosão” de preços entre as construtoras. Segundo ele, impedir o “conluio” entre empresas também está entre os argumentos da Casa Civil, ao defender o sigilo do orçamento das obras.

“Não vamos entrar em detalhes técnicos. O importante é o que o projeto está sendo discutido, e o importante é que ele seja o mais eficaz”, concluiu.

A medida provisória que trata do regime diferenciado de contratação está em tramitação na Câmara dos Deputados e pode ser votada na próxima terça-feira (28).

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - REIVINDICAÇÃO
Meio Ambiente pede mais 10 policiais e 3 viaturas para PMA em Bonito (MS)
MARACAJU - SEGURANÇA
Em Maracaju, Operação Petra cumpre 18 mandados de busca e apreensão e prende três pessoas
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Na fronteira, Reinaldo entrega R$ 1,4 milhão em equipamentos agrícolas
POLÍCIA
Homem é preso em MS por estuprar crianças, filmar e divulgar vídeos
EMPREENDEDORISMO
Seleção oferecerá consultoria gratuita para 200 mulheres em MS
MEIO AMBIENTE
Em 15 dias, polícia ambiental capturou 8 cobras em residências de MS
POLÍCIA
Militares rodoviários são presos pelo Bope com dinheiro de propina em MS
GERAL
Campanha de fiscalização vai vistoriar quase dois mil veículos do sistema intermunicipal
BONITO - MS - VANDALISMO NO BALNEÁRIO
Balneário Municipal é alvo de vandalismo e prefeitura registra ocorrência em Bonito (MS)
CIDADES
Uems abre processo seletivo para professores temporários em duas cidades