Menu
KAGIVA
sexta, 17 de agosto de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

MEC promete dobrar vagas de estágio para doutorandos no exterior

21 Jul 2011 - 10h33Por Folha.com

O MEC (Ministério da Educação) divulgou, na última terça-feira, que irá dobrar a oferta de bolsas de estudo para estágio fora no país. Em 2011, a expectativa é de que sejam oferecidas 2.800 bolsas de doutorado.

A ampliação faz parte do novo programa da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), intitulado PDSE (Programa Institucional de Bolsas de Doutorado-Sanduíche no Exterior).

De acordo com o MEC, cursos de doutorado com notas entre 3 e 7 na avaliação da Capes poderão se candidatar a receber duas cotas de bolsas, o que representa 12 meses de estudo.

Antes, apenas os cursos com nota acima de 5 recebiam uma só cota, diz o MEC. Com isso, o ministério promete que o número de bolsas de estudo suba para 7.669 em 2014.

O coordenador do programa de pós-graduação será o responsável por designar uma comissão para análise de cada proposta de estágio. Os candidatos poderão fazer suas inscrições na página eletrônica do Capes somente após a aprovação dos seus documentos nas instituições de ensino. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - INAUGURAÇÃO
HOJE tem inauguração do Santo Rock Bar, caipirinha FREE para mulheres até meia-noite em Bonito (MS)
POLÍTICA
Parecer do TRE-MS dá aval para cassar vereadora Cida Amaral
MEIO AMBIENTE
Em fase final, projeto visa recuperar o Taquari com manejo correto do solo
BONITO - MS - AÇÕES NO ÁGUAS DO MIRANDA
BONITO (MS): Obras realiza serviços de revitalização no distrito Águas do Miranda
BONITO - MS
Almoço beneficente em prol do Instituto Visão de Vida acontecerá neste sábado em Bonito
CASO MAYARA
Acusado de matar a musicista Mayara Amaral diz que estava 'possuído'
ACIDENTE
Mulher é arremessada e morre em capotamento de veículo na BR-359
CIDADES
Mutirão vai analisar 11 mil processos de presos condenados em MS
DEFESA SANITÁRIA
Campanha de vacinação da febre aftosa atinge 99% de cobertura em MS
SAÚDE
Pesquisa indica que 16 milhões de brasileiros vivem sem nenhum dente