Menu
ITALÍNEA DOURADOS
domingo, 21 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca

Mau humor crônico pode ser controlado por psicoterapia; doença é chamada de distimia

1 Ago 2011 - 12h44Por O Globo

O mau humor crônico atinge pelo menos 3% da população mundial, segundo pesquisas, e pode ser sintoma de um transtorno psicológico chamado distimia. O tema foi o escolhido pelos leitores no site do GLOBO para a coluna desta semana. A psicóloga Monica Portella, diretora do Centro de Psicologia Aplicada e Formação do Rio de Janeiro (CPAF-RJ) e autora do livro "A ciência do bem-viver - propostas e técnicas da psicologia positiva" (CPAF- RJ), explica que as pessoas mal humoradas e depressivas cometem diversos erros no que diz respeito ao aspecto cognitivo, como, por exemplo, maximizam o fator negativo e minimizam o positivo; levam sempre as questões para o lado pessoal e acham que estão sendo injustiçadas ou que o acontecimento ruim ou desagradável só acontece com elas. A técnica de psicoterapia cognitiva e comportamental, diz Monica, pode ajudar a controlar o problema e, em alguns casos, é necessário tomar medicamentos, receitados por especialista.

Quando o mau humor se torna uma doença?

MONICA PORTELLA: Esta é uma característica dos transtornos de humor, que incluem depressão, distimia e transtorno bipolar. A distimia é um estado de depressão leve crônico e se manifesta já na adolescência. Por ter sintomas mais leves do que a depressão, às vezes leva mais tempo para as pessoas procurarem tratamento. Quem tem distimia sente-se desmotivado, mal humorado mostra sentimentos negativos e impaciência. Porém, uma pessoa sem esses transtornos de humor pode ser mal humorada, já que o nosso humor pode ser, em parte, geneticamente determinado. Os determinantes do humor são três: circunstâncias da vida, isto é, acontecimentos felizes ou não (10%), genética (50%) e 40% atividades intencionais, como menciona a pesquisadora Sonja Lyubomirsky, da Universidade da Califórnia. Entre essas atividades estão ser otimista, focar metas pessoais, cultivar a relação com outras pessoas, práticas espirituais e ações relacionadas com o corpo. Geralmente os mal humorados crônicos alimentam pensamentos automáticos, espontâneos, ligados a coisas negativas. As pessoas mal humoradas maximizam tudo de ruim.

Quais são os sinais?

MONICA: Irritabilidade, tristeza, impaciência, comportamento agressivo, e, algumas pessoas, podem sentir reação fisiológica como aperto no peito relacionado à angústia. Estes sintomas podem ser observados na infância e isto não quer dizer que a pessoa vai sofrer do problema, pois existem outros fatores determinantes. O ambiente também pode influenciar de forma negativa. Filhos de pais mal humorados podem sofrer de mau humor.

Qual é a incidência?

MONICA: Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 3% da população mundial, cerca de 180 milhões de pessoas, sofrem de distimia, sendo o mau humor mais comum em mulheres, por causa das oscilações hormonais. No diagnóstico é importante entender que o mau humor não é uma doença e sim uma característica de um transtorno.

Qual é o tratamento atual?

MONICA: É possível conseguir bons resultados com a terapia cognitiva e comportamental, que vai modificar a maneira de a pessoa sentir, pensar e agir. O objetivo é trabalhar os padrões de pensamentos, os tais erros cognitivos, comportamentos, sentimentos e reações fisiológicas. Em relação aos nutrientes, há estudos mostrando que determinados alimentos mexem com o humor e podem melhorar o bem-estar, ao aumentar a produção do neurotransmissor serotonina. Já a prática de exercícios físicos é importante, pois há comprovação da liberação da endorfina e serotonina, importantes para o humor, além de melhorar a autoestima. A medicação é receitada quando o problema se torna prejudicial à rotina do indivíduo. Normalmente são indicados antidepressivos que devem ser receitados com acompanhamento psiquiátrico. O mau humor crônico tem cura com terapia e, se necessário, o especialista indicará tomar fármacos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVENO DO MS
Governo de Reinaldo Azambuja interliga por estradas o Pantanal secularmente isolado
IBOPE NO MS - PESQUISA
IBOPE em Mato Grosso do Sul, votos válidos: Azambuja, 53%; Odilon, 47%
BONITO - MS - AÇÕES MEIO AMBIENTE
SEMA distribui frutas produzidas no Viveiro de Mudas Nativas de Bonito (MS)
BONITO - MS - REFORMA
Prefeitura reforma instalações do Programa Bolsa Família que atende 650 beneficiários em Bonito (MS)
ELEIÇÕES 2018 - FÁBRICA DE FAKE NEWS
Polícia e Justiça 'explodem' fábrica de fake news de coordenador de Odilon
TRAGÉDIA NAS ESTRADAS DO MS
Empresário e filho de 1 ano que morreram em acidente, retornavam de Bonito (MS)
BONITO - MS - ESPORTE -
Bonito (MS) recebe estadual de beach tennis neste fim de semana
TIRO ACIDENTAL
Pai foge após matar filho de 10 anos com tiro acidental no ouvido em cidade do MS
BONITO - JARDIM - BODOQUENA E BELA VISTA
BONITO e mais 3 cidades recebem auxilio da Agesul na recuperação de estradas devido as chuvas
PESQUISA NO MS
Em nova pesquisa, Reinaldo tem 54.21% e Juiz Odilon 45.79%, VEJA NÚMEROS