Menu
mutantes
segunda, 18 de fevereiro de 2019
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
Busca
UNIPAR_PC

Mato Grosso do Sul acumula 2ª maior alta no custo da construção

9 Set 2011 - 12h15Por Diário MS

Construir nunca esteve tão caro no Estado. Conforme os dados do Sinapi (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil), divulgados na terça-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), de janeiro a agosto, Mato Grosso do Sul apresenta a segunda maior alta no custo da construção civil no país. No acumulado do ano, a alta no preço da construção é de 7,23%.

De acordo o IBGE, atualmente, para se edificar um metro quadrado é preciso desembolsar R$ 801,42, considerando apenas material e mão-de-obra. Este é o maior custo da construção em MS desde o início do levantamento do IBGE. Segundo o levantamento, em agosto, o preço da construção teve uma elevação de 0,12%. Com esse reajuste, o consumidor passou a pagar R$ 53,03 a mais por metro quadrado construído, em relação a janeiro.

O levantamento mostra que quem constrói hoje uma obra de 100 metros quadrados, por exemplo, precisa desembolsar R$ 5.303 a mais do que em janeiro deste ano, quando o metro quadrado custava R$ 748,39.

No ano, o Estado perde apenas para Maranhão, onde o custo do metro quadrado teve uma alta de 8,25%. Já nos últimos 12 meses, construir ficou 8,01% mais caro no Estado. Também a segunda maior alta do país, ficando atrás apenas do Maranhão (10,41%). O custo da construção no Estado é maior que a média do Centro-Oeste (R$ 800,45).

SUPERAQUECIMENTO

O crescimento do crédito habitacional, aliado aquecimento do setor do imobiliário e a falta de mão-de-obra, tem provocado sucessivas altas no custo da construção no Estado. Conforme o presidente do (Sindicato Intermunicipal da Indústria da Construção do Estado de Mato Grosso do Sul), Amarildo Miranda Melo, a disparada no preço da construção civil está diretamente ligado a falta de mão-de-obra. Segundo ele, com o ‘boom’ do mercado imobiliário, faltam profissionais para atuar em MS, fato que acaba encarecendo o fator mão-de-obra. “O IBGE constatou uma alta de 8,01% no ano. No entanto, percebemos que esse aumento é ainda maior.

É preciso que o Estado tome medidas emergenciais para a qualificação de mão-de-obra. Caso contrário, o mercado da construção civil se tornará inviável nos próximos devido ao encarecimento absurdo de seu custo devido à falta de profissionais”, comentou.

BRASIL

No país, o custo da construção teve alta menor em agosto na comparação com julho, a 0,14%, um recuo de 0,41% em relação ao mês anterior, quando ficara em 0,55%. “A diferença se deve a incidência de acordos coletivos concentrados no mês de julho”, diz o IBGE, em nota.

Em relação a agosto de 2010, quando ficou em 0,31%, a queda foi de 0,17%. No acumulado do ano, a alta está em 4,53%, enquanto em igual período de 2010 havia ficado em 5,43%. Nos últimos 12 meses, o índice ficou em 6,43%, abaixo dos 6,61% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores.

O custo nacional da construção por metro quadrado passou para R$ 801,11 em agosto, sendo R$ 443,06 relativos aos materiais e R$ 358,05 à mão de obra. Em julho, o custo fechou em R$ 800,02.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Combate a hanseníase: Carreta da Saúde segue por MS e estaciona em Jardim
GERAL
Em MS, 54 mil trabalhadores nascidos em março e abril podem sacar o PIS a partir de quinta-feira
POLÍCIA
PM cumpre dois mandados de prisão e recaptura um evadido do Sistema Prisional em Guia Lopes
POLÍCIA
Polícia Militar apreende 35 pacotes de cigarros contrabandeados em Nioaque
BONITO - MS - SAÚDE
Projeto Roda-Hans/Carreta da Saúde atende amanhã em Bonito
GERAL
Municípios interessados em sediar eventos da Fundesporte devem apresentar propostas até 1º de março
DEFESA SANITÁRIA
Em MS, médicos veterinários cadastrados para coleta de mormo recebem capacitação
ESPORTES
FCMS e Fundesporte abrem inscrições para o primeiro curso de Arbitragem em Canoagem do MS
CULTURA
Músicos lamentam a morte de Dino Rocha, o Rei do Chamamé
CASO DE POLÍCIA NO MS
Em MS, adolescente de 16 anos se tranca em quarto e mata filha de 21 dias sufocada