Menu
KAGIVA
tera, 16 de outubro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Mato do Grosso do Sul deve receber linha de transmissão e subestação de energia

17 Jun 2011 - 10h15Por Correio do Estado c/ informações da Agência Brasil

Mato Grosso do Sul e outros cinco estados vão receber nos próximos anos, linhas de transmissão e subestações de energia. As obras vão gerar cerca de 4 mil empregos diretos e investimentos de R$ 785,8 milhões.

Os seis contratos com as empresas responsáveis pela construção das linhas, foram assinados hoje (16) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Os lotes foram leiloados em dezembro do ano passado e somam mais de 500 quilômetros de linhas de transmissão, além de nove subestações.

A entrada em operação das linhas de transmissão e subestações varia de 18 a 24 meses após a assinatura do contrato. Entre os investidores estão empresas brasileiras, espanholas, chinesas e portuguesas.

Segundo o diretor-geral da Aneel, Nelson Hübner, o sistema de leilões para as linhas de transmissão colabora para baratear o preço da energia do país. O deságio médio do leilão realizado no ano passado foi de 43,6% em relação ao preço máximo estabelecido.

Hübner lamentou que esteja havendo, no entanto, demora no processo de licenciamento ambiental para as linhas de transmissão, o que, segundo ele, tem dificultado novos empreendimentos. O diretor sugeriu que seja estudada a possibilidade de, para alguns empreendimentos que possam ter mais dificuldades na área ambiental, a licença prévia seja concedida antes da licitação, como já acontece para projetos de geração de energia.

Os empreendimentos estão previstos no Programa de Expansão da Transmissão, elaborado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

Os outros estados onde também serão construídas as linhas e subestações são: Rio Grande do Sul, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, e Pará.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESAPARECEU
Servidora pública com depressão desaparece e preocupa família
PESQUISA IBOPE PARA PRESIDENTE
IBOPE: Para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
BONITO - MS - RIO MIRANDA
Em Bonito, Rio Miranda volta ao nível normal e Defesa Civil monitora as regiões mais afetadas
MUNDO DA TV
Com paralisia, Liminha segue internado e sem previsão de alta
ENTRETENIMENTO
Na reta final de “Sol”, Remy descobrirá que é tio da Karola
ANIMAIS COM VONTADE DE VIVER
Cachorro com câncer anda em balão, toma sorvete e acampa
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Caravana da Saúde salvou e continuará salvando vidas, diz Reinaldo Azambuja
VENDAVAL NO MS
Vendaval destelha barracão e danifica máquinas agrícolas em fazenda
OPORTUNIDADES NO MS
Concursos em MS oferecem mais de 1,9 mil vagas e salários até R$ 8,6 mil
ELEIÇÕES 2018 - ARTICULAÇÕES
Odilon Jr. visitou Puccinelli na prisão antes de apoio do MDB