Menu
KAGIVA
segunda, 10 de dezembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Marcha das Margaridas: Dilma reforça disposição de dialogar com movimentos sociais

18 Ago 2011 - 11h28Por Agência Brasil

O governo atendeu parte da lista de 158 reivindicações apresentadas pelas mulheres trabalhadoras do campo, durante a 4ª Marcha das Margaridas, em Brasília. Com um chapéu de palha enfeitado com um laço colorido, a presidenta Dilma Rousseff participou do encerramento da manifestação, que reuniu cerca de 45 mil pessoas, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (DF). Em seu discurso, ela disse que o governo está disposto a manter o diálogo com os movimentos sociais rurais, embora não tenha conseguido atender a todas os pedidos. Dilma anunciou recursos para as áreas de saúde e agricultura.

“Quero intensificar o diálogo do governo com vocês. Tenho certeza que esse diálogo é fundamental. Saibam que as críticas e as sugestões são essenciais, bem-vindas e necessárias", discursou a presidenta no evento, organizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (Contag). "Estarei sempre aberta ao diálogo e podem ter certeza que vocês têm uma 'presidenta margarida.'”

A pauta de reivindicações do movimento já vinha sendo negociada com o governo. Dilma anunciou uma série de medidas que pretende lançar até o final de 2012. Entre elas, a implantação de 16 unidades fluviais de atendimento básico de saúde na Região Norte, que terão um custo estimado de
R$ 35 milhões. Além disso, o governo vai instalar dez centros de saúde do trabalhador, que custarão mais de R$ 4 milhões ao ano, e liberar recursos para criação de dez unidades móveis de atendimento para mulheres em situação de emergência em áreas rurais e em florestas.

A presidenta também reafirmou o compromisso do governo em oferecer condições para que a Lei Maria da Penha seja cumprida também na área rural. "Quero reiterar o compromisso do meu governo, e o meu em particular, com o enfrentamento da violência contra as mulheres.”

Dilma informou ainda que pediu ao ministro da Educação, Fernando Haddad, para elaborar um programa específico de educação para a área rural. Outra medida anunciada pela presidenta foi a de criação de um grupo de trabalho para definir critérios para a implantação de creches no campo.

Ainda de acordo com a presidenta, o governo vai ampliar o percentual de produtos da agricultura familiar na merenda escolar. Ela também anunciou que o crédito de apoio à mulher – linha de financiamento sob responsabilidade do Ministério do Desenvolvimento Agrário – passou de R$ 2,4 mil para R$ 3 mil.

A ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Iriny Lopes, também participou do encerramento da manifestação. "Nem sempre a gente consegue chegar a todos os resultados como gostaríamos, mas a presença da presidenta Dilma aqui significa que essa pauta seguirá até que possamos vencê-la, ponto a ponto."
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADES NO MS
UFMS abre 74 vagas para professores substitutos com salário de até R$ 6 mil em 7 cidades do MS
VÍDEO - UFC - MARRETA
Assista ao nocaute de Thiago Marreta sobre Manuwa no UFC
DOURADOS - ASSALTO À IDOSA
Idosa é espancada, esfaqueada e vai parar na UTI após assalto em Dourados
AÇÕES DA G.M DE BONITO
Guarda Municipal de Bonito prende condutor embriagado em flagrante
AÇÕES DA GUARDA MUNICIPAL DE BONITO
Menores são presos por estarem destruindo o patrimônio público em Bonito
CONCURSOS
EDITAL da Polícia Militar abre 120 vagas com salário de R$ 5.769,42
TECNOLOGIA - ANDROIDS
Estes 22 apps detonam a bateria de milhões de Androids; veja a lista
BONITO - MS - NO JAPÃO - MMA
Bonitenses Sidy Rocha e a Edna Trakinas lutam neste domingo em Tokyo no Japão
BONITO - MS - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Governador entrega na terça-feira mais de R$ 36 milhões em obras em Bonito (MS)
DOR E TRISTEZA
Gabrielly começou a ser agredida por colegas após presentear professora, diz família