Menu
ITALÍNEA DOURADOS
sbado, 18 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca

Mais de 390 mil cartas estão atrasadas, mas Correios normalizam encomendas

22 Set 2011 - 16h43Por Correio do Estado

A greve dos Correios completa uma semana e em Mato Grosso do Sul 13% dos 1.523 funcionários aderiram ao movimento. Para os moradores da Capital, por exemplo, o reflexo chega na caixa de correspondências, são 390 cartas atrasadas, mas segundo a assessoria dos Correios, as encomentas estão normalizadas.

Dentre os grevistas, 32% são carteiros, e há dois dias estão com o ponto cortado. Mesmo assim, não desistiram da greve. “Hoje mandamos a contraproposta, abaixando para 200 o aumento linear. Mas mantivemos as exigências sociais, como auxílio creche, vale refeição e plano de saúde”, aponta o secretário geral do sindicato dos servidores dos Correios, Alexandre Takachi de Sá.

Mesmo com período indeterminado de paralisação, o sindicato acredita que essa proposta seja aceita pela diretoria nacional e a assessoria dos Correios afirma que em dois dias de trabalho normal é possível anular o atraso das cartas, que não estão retidas, apenas atrasadas.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVENO DO MS
Governador afirma que pavimentação asfáltica da MS-223 começa nos próximos dias em Costa Rica
INELEGÍVEL
Procuradoria pede impugnação de candidatura do Zeca do PT
BONITO - MS - INAUGURAÇÃO
HOJE tem inauguração do Santo Rock Bar, caipirinha FREE para mulheres até meia-noite em Bonito (MS)
POLÍTICA
Parecer do TRE-MS dá aval para cassar vereadora Cida Amaral
MEIO AMBIENTE
Em fase final, projeto visa recuperar o Taquari com manejo correto do solo
BONITO - MS - AÇÕES NO ÁGUAS DO MIRANDA
BONITO (MS): Obras realiza serviços de revitalização no distrito Águas do Miranda
BONITO - MS
Almoço beneficente em prol do Instituto Visão de Vida acontecerá neste sábado em Bonito
CASO MAYARA
Acusado de matar a musicista Mayara Amaral diz que estava 'possuído'
ACIDENTE
Mulher é arremessada e morre em capotamento de veículo na BR-359
CIDADES
Mutirão vai analisar 11 mil processos de presos condenados em MS