Menu
ITALÍNEA DOURADOS
tera, 16 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca

Mais da metade da população de Campo Grande está acima do peso, diz ministério

18 Abr 2011 - 17h56Por Campo Grande News

O hábito faz o monge, diz a sabedoria popular. Dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde comprovam a afirmação. Mais da metade da população de Campo Grande está acima do peso. O índice chega a 51,2%, acima da médida nacional, de 48,1%.

 

O percentual de obesos também supera o do País: 16,6%, frente a 15% do registrado em todo o Brasil. Apesar da fartura, apenas 18,1% dos campo-grandenses têm o hábito de consumir cinco ou mais porções diárias de frutas e hortaliças. E ninguém come mais carnes com excesso de gordura que os moradores da capital do Mato Grosso do Sul. Nada menos que 49,3%, quando a média nacional é de 34,2%.

 

São consideradas nocivas a parte aparente de gordura da picanha ou a pele do frango, por exemplo. Quanto ao leite, 52,8% dos moradores de Campo Grande o consomem na forma integral - mais gordurosa -, índice um pouco inferior à média nacional, de 56,4%. Trinta por cento da população bebem refrigerantes cinco ou mais vezes por semana.

 

O dado positivo em relação à média nacional fica por conta da prática de exercícios físicos. Na Capital, 15,7% praticam alguma atividade física. É pouco, mas em todo o País o índice é ainda pior, de apenas 14,9%. O percentual de sedentários em Campo Grande é de 13,9%, ante 14,2% em todo o Brasil.

 

Para reduzir o número de obesos, o Ministério da Saúde investe na prevenção. As equipes do Programa Saúde da Família, que alcançam mais de 100 milhões de pessoas, orientam os atendidos sobre alimentação saudável e pratica de atividade física com regularidade.

 

Além disso, desde 2006, a Política Nacional de Promoção da Saúde estimula a realização de atividades físicas em 1.506 municípios dos 26 estados e do Distrito Federal. Somente entre 2006 e 2010, foram repassados R$ 171 milhões a todas essas cidades, que integram a Rede Nacional de Promoção da Saúde. Os recursos são repassados regularmente para as Secretarias Municipais de Saúde, que desenvolvem projetos para oferecer exercícios físicos à população e capacitar profissionais de saúde.

 

O Ministério da Saúde também lançou, em 2006, o Guia Alimentar para a População Brasileira – a primeira publicação do Governo Federal para orientar gestores, profissionais de saúde e população sobre alimentação saudável.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AINDA DESAPARECIDA
Servidora pública do TRE/MS continua desaparecida e familiares pedem ajuda
PESQUISA NO MS
Reinaldo abre 14% e chega com 57% dos votos válidos em nova pesquisa no MS
BRIGA INTERNA EM PLENA CAMPANHA
Conselho de Ética do PDT pede 'cabeça' de Odilon por apoio a Bolsonaro
BONITO - MS - OBRAS E MELHORIAS
BONITO: Agesul e prefeitura concluem revitalização de mais de 70 KM da estrada vicinal da La Lima
ELEIÇÕES PARA PRESIDENTE
Bolsonaro lidera em 4 regiões; Haddad está na frente no Nordeste, VEJA OS GRÁFICOS
LUTO NA TV
Aos 78 anos, morre o jornalista Gil Gomes
TRAGÉDIA
Menina de 2 anos é atropelada na garagem de casa quando mãe dava ré no carro, em Campo Grande
APOIO À REINADO AZAMBUJA
Deputado do MDB reúne prefeitos, vereadores e lideranças de MS em apoio à Reinaldo Azambuja
BONITO - MS
Conhecimento e muita diversão marcaram o 7° Acampamento do Instituto Mirim Ambiental de Bonito
DESAPARECEU
Servidora pública com depressão desaparece e preocupa família