Menu
KAGIVA
tera, 11 de dezembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Mais da metade da população de Campo Grande está acima do peso, diz ministério

18 Abr 2011 - 17h56Por Campo Grande News

O hábito faz o monge, diz a sabedoria popular. Dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde comprovam a afirmação. Mais da metade da população de Campo Grande está acima do peso. O índice chega a 51,2%, acima da médida nacional, de 48,1%.

 

O percentual de obesos também supera o do País: 16,6%, frente a 15% do registrado em todo o Brasil. Apesar da fartura, apenas 18,1% dos campo-grandenses têm o hábito de consumir cinco ou mais porções diárias de frutas e hortaliças. E ninguém come mais carnes com excesso de gordura que os moradores da capital do Mato Grosso do Sul. Nada menos que 49,3%, quando a média nacional é de 34,2%.

 

São consideradas nocivas a parte aparente de gordura da picanha ou a pele do frango, por exemplo. Quanto ao leite, 52,8% dos moradores de Campo Grande o consomem na forma integral - mais gordurosa -, índice um pouco inferior à média nacional, de 56,4%. Trinta por cento da população bebem refrigerantes cinco ou mais vezes por semana.

 

O dado positivo em relação à média nacional fica por conta da prática de exercícios físicos. Na Capital, 15,7% praticam alguma atividade física. É pouco, mas em todo o País o índice é ainda pior, de apenas 14,9%. O percentual de sedentários em Campo Grande é de 13,9%, ante 14,2% em todo o Brasil.

 

Para reduzir o número de obesos, o Ministério da Saúde investe na prevenção. As equipes do Programa Saúde da Família, que alcançam mais de 100 milhões de pessoas, orientam os atendidos sobre alimentação saudável e pratica de atividade física com regularidade.

 

Além disso, desde 2006, a Política Nacional de Promoção da Saúde estimula a realização de atividades físicas em 1.506 municípios dos 26 estados e do Distrito Federal. Somente entre 2006 e 2010, foram repassados R$ 171 milhões a todas essas cidades, que integram a Rede Nacional de Promoção da Saúde. Os recursos são repassados regularmente para as Secretarias Municipais de Saúde, que desenvolvem projetos para oferecer exercícios físicos à população e capacitar profissionais de saúde.

 

O Ministério da Saúde também lançou, em 2006, o Guia Alimentar para a População Brasileira – a primeira publicação do Governo Federal para orientar gestores, profissionais de saúde e população sobre alimentação saudável.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CIDADES
Servidores do MPMS poderão trabalhar de casa a partir do próximo ano
TRANSPORTES
Definida empresa que irá elaborar Plano Diretor de Passageiros de MS
ATENÇÃO A TODOS
Jovem lutadora russa morre eletrocutada após queda de iPhone no banho
CIÊNCIA E TECNOLOGIA
Atenção contribuinte: Sistema autorizador da NF-e valida novos códigos a partir de 2019
EDUCAÇÃO
Universidade abre 1.481 vagas para portadores de diploma
CIDADES
Operação que tem Aécio como alvo cumpre mandados em MS
CIDADES
Oficiais da PM de MS apontados como líderes da Máfia do Cigarro são condenados por corrupção
SABORES DO CERRADO
Frutas do cerrado: conheça as árvores que dão mais sabor ao nosso dia-a-dia
TEMPO E TEMPERATURA EM MS
2018 registra recordes de acúmulo de chuva; em dezembro deve cair mais água
BONITO - MS
Governador faz entregas de R$ 36 milhões em obras da MS-178 e habitação em Bonito