AGÊNCIA_SUCURI_MEGA_BI
Bonito Informa - Notícias de Bonito e região
Bonito, 19 de Novembro de 2017
DELPHOS_FULL
11 de Maio de 2011 08h07

Lista de 114 deputados federais na mira do STF tem dois de MS

Campo Grande News

Dos 566 deputados federais que assumiram vaga este ano, entre titulares, suplentes e licenciados, 114 são alvos de investigação no STF (Supremo Tribunal Federal) e, deste número, dois parlamentares são de Mato Grosso do Sul.

É o que aponta reportagem publicada nesta terça-feira pelo Congresso em Foco. E os sul-mato-grossenses Marçal Filho (PMDB) e Vander Loubet (PT) fazem parte da lista.

Conforme a publicação, Marçal responde a um processo, relativo ao ano passado, por falsidade ideológica, enquanto o petista possui inquéritos relacionados a crimes contra a ordem tributária.

O número representa que um em cada cinco deputados responde a algum crime e estão na mira da mais alta corte do País.

Entre as acusações, que se aproximam de 35 tipos de crimes, as mais comuns são fraudes eleitorais e contra a Lei de Licitações, seguidos por crimes de responsabilidade, desvio de recursos públicos, crimes contra a ordem tributária, e pelos chamados crimes de opinião, como calúnia, injúria e difamação.

Nas demais acusações, constam desde trabalho escravo até homicídio qualificado.

As legendas com mais deputados investigados são o PMDB, com 21; o PP, com 17; o PT, com 13, e o PSDB, o DEM e o PR, com 12 nomes cada. Dono da maior bancada, São Paulo tem o maior número de representantes investigados: são 18.

Ainda conforme o Congresso em Foco, o número de parlamentares sob investigação pode ser ainda maior. É possível que outras investigações em andamento nos estados antes da diplomação dos parlamentares ainda não tenham subido para o STF. Isso porque não há prazo para que outras instâncias da Justiça mandem para o Supremo os processos em curso contra os parlamentares.

Comentários
Veja Também
AGÊNCIA_SUCURI_LATERAL
Últimas Notícias
  
ANUNCIE AQUI
dothshop
dothCom © Copyright BonitoInforma - Todos os Direitos Reservados.