Menu
BONITO CÂMARA JULHO 2019
quarta, 24 de julho de 2019
BANNER GOV
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO

Limite da dívida dos Estados Unidos passa pelo Senado no sábado

22 Jul 2011 - 10h14Por Estadão.com

Enquanto o prazo para a aprovação de um novo teto da dívida americana se esgota, a guerra política entre democratas e republicanos continua sem que haja um sinal de solução no curto prazo. Na terça-feira, a Câmara aprovou um plano para o orçamento do país. Agora, o Senado deve avaliar a proposta na manhã de sábado e, mesmo que seja aprovada, já se sabe que o presidente Barack Obama vetará o acordo.

"O plano dos republicanos chamado de 'cortar, limitar e equilibrar' não tem nem uma chance em um milhão de passar no Senado", disse o líder da maioria no Senado, o democrata Harry Reid. Já o líder da minoria no Senado, o republicano Mitch McConnell, afirmou que a votação daria para os senadores a oportunidade de seguir adiante com o apoio ao equilíbrio das contas do governo federal.

O fato é que os Estados Unidos têm um limite para a dívida de US$ 14,3 trilhões. Com as contas já no teto do endividamento, os americanos não têm mais dinheiro a partir do dia 2 de agosto. Para piorar, a discussão sobre o problema tornou-se uma guerra política entre republicanos e democratas, cujo único objetivo é a eleição presidencial de 2012.

Obama chegou a apoiar um acordo para a redução do déficit que consista, principalmente, em cortes nos gastos, incluindo programas sociais. Os republicanos, contudo, não têm cedido em sua posição de dificultar as negociações e ameaçam obrigar os EUA a declarar moratória.

Propostas. O plano aprovado na Câmara, formulado pelo partido Republicano, permitirá a elevação do teto da dívida dos EUA em US$ 2,4 trilhões, caso o Congresso concorde com um corte de gastos de US$ 111 bilhões no próximo ano; limite os gastos nos próximos anos a uma determinada porcentagem do Produto Interno Bruto (PIB) e aprove uma emenda à Constituição referente ao orçamento.

Já a proposta apreciada por Obama envolve o aumento de US$ 1,2 trilhão na arrecadação no esforço para cortar a dívida federal em US$ 3,7 trilhões nos próximos dez anos. Essa proposta foi negociada por um grupo de seis senadores republicanos e democratas, conhecido como "gangue dos seis".

Caso Obama não consiga consenso entre os políticos, a alternativa é a proposta negociada pelos senadores Mitch McConnell, líder da minoria republicana, e Harry Reid, líder da maioria democrata. Nesse acordo, a dívida teria um aumento de US$ 2,5 trilhões em 2012, com cortes de despesas públicas de apenas US$ 1,5 trilhão nos próximos dez anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FESTIVAL DE INVERNO DE BONITO (MS)
BONITO: Apresentações musicais no 'Palco das Águas' serão gratuitas, CONFIRA PROGRAMAÇÃO
BONITO - MS - MAIS 4 EMPOSSADOS
Em Bonito (MS), Prefeito dá posse a mais 4 candidatos aprovados no concurso, VEJA FOTOS
OPORTUNIDADE NO MS
Em MS, Prefeitura lança concurso para 90 vagas com salários de até R$ 9,8 mil
BONITO - MS - PMA EM AÇÃO
PMA autua em R$ 30 mil arrendatário rural por exploração ilegal de vegetação nativa em Bonito (MS)
BONITO - MS - FIB 2019
BONITO: Oficina de jogos teatrais resgata brincadeiras tradicionais em assentamentos e distritos
BONITO - MS - FIB 2019
Escola Durvalina Dornelles Teixeira recebe o Pré-Festival nesta quarta-feira em Bonito (MS)
EM CIDADE DO MS
Em MS, Homem morre com queimaduras causadas por explosão enquanto fazia bife na chapa
FEMINICÍDIO NO MS
Sessão tortura: namorado tranca jovem em quarto e a espanca com socos e chutes em MS
FAMOSIDADE
Com costelas e dedo quebrados, Henrique Fogaça pega pneumonia
FESTIVAL DE INVERNO NO ÁGUAS DO MIRANDA
Alunos do Águas do Miranda pintam telas em Workshop de Estêncil Graffiti para o Festival em Bonito