Menu
KAGIVA
quarta, 15 de agosto de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Lares das classes A e B têm mais notebooks

27 Set 2011 - 08h32Por Correio do Estado

A utilização de notebooks é mais expressiva entre as classes sociais mais altas, de acordo com pesquisa realizada pela Intel e divulgada nesta segunda-feira (26). Segundo o levantamento, o notebook está presente em 47% dos lares da classe A e em 23% dos da classe B das regiões metropolitanas. Já na média nacional, 15% das famílias possuem o este tipo de computador portátil em casa.

As classes C e D se destacam pela presença dos computadores desktops (de mesa, constituídos por gabinete e monitor), já que 56% dos lares da classe C possuem ao menos um computador. Já na classe D, o desktop está presente em 22% dos lares.

No total, segundo o levantamento, 58% dos lares possuem computadores (entre notebooks e desktops).

Mais de um
A pesquisa aponta ainda que ao menos 19% dos lares no Brasil já contam com mais de um computador e em 9% existe pelo menos um computador desktop e um notebook. “O primeiro como 'computador da família', compartilhado, e o segundo como computador pessoal de um dos moradores”, aponta o levantamento. Isto porque apenas 12% dos desktops são considerados de uso “individual”, enquanto para os notebooks este número sobe para 46%.

A pesquisa mostrou ainda que 58% daqueles que possuem notebook também têm pelo menos um desktop em casa e, daqueles que têm netbook, 36% também possuem notebook.

Internet banda larga
A imensa maioria (96%) dos donos de computadores das regiões metropolitanas pesquisadas acessam regularmente a internet, segundo o levantamento. Entre aqueles que não possuem computador, o acesso à rede mundial também é elevado, já que 93% dos entrevistados responderam que acessam a internet com frequência.

Entre aqueles que possuem computador, 63% acessam a internet diariamente e entre os que não possuem, apenas 23% fazem acesso diário. Na classe A, 99% acessa todos os dias a rede, enquanto na classes B, C e D os percentuais são de 97%, 96% e 88%, respectivamente.

Pesquisa
A pesquisa foi realizada em 16 regiões metropolitanas de destaque no País, o equivalente a 35% da população brasileira e a 50% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional.

As 16 regiões metropolitanas incluem São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Campinas, Votorantim, Curitiba Porto Alegre, Balneário Camboriú, Brasília, Goiânia, Fortaleza, Salvador, Recife, Petrolina, Sobral e Belém.

Foram entrevistadas 2.500 pessoas das classes sociais A, B, C e D com idades entre 16 e 65 anos, usuárias de computador, mesmo que não os tenham em casa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SIDROLÂNDIA E MARACAJU
Com tecnologia de R$ 70 mil, produtor usa lavoura para apoiar Bolsonaro em Mato Grosso do Sul
BONITO - MS - MAIS ASFALTO EM RUAS
Asfalto está chegando na Rua das Esmeraldas, ela não estava incluída no projeto original em Bonito
MIRANDA - MS - INVESTIMENTOS DO GOVERNO DO MS
Governo do MS investe R$ 1,9 milhão na recuperação de ruas que estavam abandonadas em Miranda (MS)
BONITO - MS - LEVANTAMENTO DO FESTIVAL DE INV
BONITO (MS): Em levantamento, 84% do público que passou pelo Festival de Inverno eram do MS
CIDADES
Curso para Disseminadores da Educação Fiscal está com inscrições abertas
CIÊNCIA E TECNOLOGIA NO ESTADO
Divulgado resultado final de Programa que concede recursos para eventos técnico-científicos em MS
BONITO - MS - ATENÇÃO A TODOS
Decreto proíbe entulho de construção em ruas e calçadas em Bonito (MS)
FATALIDADE
Pecuarista de 78 anos morre pisoteado por boi em curral
REFLEXOS INDESEJADOS
Quase metade dos presos de MS são ligados ao tráfico
50%
Caixa oferta 158 imóveis com descontos para venda no Estado