Menu
KAGIVA
segunda, 15 de outubro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Justiça suspende verbas de vereadores de Chapadão do Sul

30 Ago 2011 - 16h01Por Campo Grande News

A justiça determinou a suspensão do pagamento de verba indenizatória a quatro vereadores de Chapadão do Sul. A decisão também contempla dois ex-vereadores.

Contra eles, pesam denúncia de utilizar o dinheiro publico na revisão de carro, autopromoção na mídia, inclusive com pagamento à imprensa de Goiás, abastecimento de veículo e pagamento de conta telefônica sem discriminação das chamadas.

O MPE (Ministério Público Estadual) denunciou os vereadores Flávio Teixeira Sanches (PT), Maiquel de Gasperi, Elso Gilmar Bandeira (PMDB) e Nilzete Pereira Ribeiro (PTN), e os ex-vereadores Eduardo Belotti e José Humberto Freitas. A antecipação de tutela foi concedida pela juíza Luciane Buriasco de Oliveira.

Por mês, cada parlamentar dispõe de R$ 3.500 para ressarcir o valor pago com recurso particular no exercício do cargo, a bem do interesse público.

A denúncia aponta ainda o aumento do gasto no Poder Legislativo. Em 2009, a Câmara devolveu R$ 1,3 milhão para a prefeitura de Chapadão do Sul. Já no ano passado, a devolução caiu para R$ 7 mil.

Conforme o MPE, em um ano a Câmara gastou R$ 408 mil em publicidade, o equivalente 748 salários mínimos. A Casa de Leis tem contrato para divulgação.

Mas os vereadores também destinam recursos da verba indenizatória para publicidade, incluindo sites e jornais das cidades goianas de Serranópolis e Chapadão do Céu.

Conforme a denúncia, Maiquel de Gaspari pagou a revisão do seu carro, um Nissan Sentra, com a verba indenizatória. O serviço custou R$ 669,70. Já Flávio Teixeira é acusado de usar o dinheiro público para a autopromoção, com a confecção de cartões de Natal, Ano Novo, além de outdoor.

O promotor Marcus Vinicius Tieppo Rodrigues também questiona justificativa de gasto apresentada pela vereadora Nilzete Ribeiro. “Chama a atenção o fato de que em um destes abastecimentos foram adquiridos quase setenta e um litros de combustível e até onde sabemos, referida vereadora possui um automóvel “GM Corsa”, cujo tanque de combustível é incompatível com este volume”, salienta o promotor.

Entre agosto e dezembro de 2010, Nilzete Ribeiro gastou R$ 11 mil em verba indenizatória, Elso Bandeira (R$ 2.670), José Humberto (R$5.400), Maiquel de Gasperi (R$ 13.306), Flávio Sanches (R$ 12.278) e Eduardo Belotti (R$ 13 mil). Os vereadores dizem que irão recorrer.

 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÃO DA PMA
PMA apreende rede e anzóis de galho nos rios Miranda e da Prata
RIO MIRANDA EM BONITO - MS
Em BONITO, Rio Miranda atinge nível de emergência e Imasul emite alerta a ribeirinhos
PRIMEIRO PESQUISA DO 2º TURNO
Pesquisa do 2º turno para governador do MS indica Reinaldo com 54%, veja números
BONITO - MS - E MAIS 56 CIDADES
BONITO e mais 56 cidades do MS em sinal de alerta para mais tempestades
EM CIDADE DO MS
Rapaz morre afogado enquanto nadava em lago de represa em cidade do MS
ELEIÇÕES 2018 - AÇÃO NA FRONTEIRA
Bolsonaro planeja implantar trabalho do DOF nas demais fronteiras do Brasil
BRASILEIRA EXECUTADA
Brasileira dona de escritório contábil é executada com 9 tiros de pistola na fronteira com MS
A FAZENDA 10 - ELIMINAÇÃO
Ana Paula Renault é eliminada de A Fazenda 10, VEJA COMO FOI
ROTA 262 - CORUMBÁ - MS
Rumo a Corumbá: 262 é rota da chipa, jacaré pego à unha e a doce prosa
BALANÇO DOS ACIDENTES
Dez crianças morreram e 37 ficaram inválidas após acidentes em MS neste ano