Menu
ASSOMASUL MAIO 2019
quarta, 26 de junho de 2019
Busca
ÁGUAS DE BONITO

Justiça suspende verbas de vereadores de Chapadão do Sul

30 Ago 2011 - 16h01Por Campo Grande News

A justiça determinou a suspensão do pagamento de verba indenizatória a quatro vereadores de Chapadão do Sul. A decisão também contempla dois ex-vereadores.

Contra eles, pesam denúncia de utilizar o dinheiro publico na revisão de carro, autopromoção na mídia, inclusive com pagamento à imprensa de Goiás, abastecimento de veículo e pagamento de conta telefônica sem discriminação das chamadas.

O MPE (Ministério Público Estadual) denunciou os vereadores Flávio Teixeira Sanches (PT), Maiquel de Gasperi, Elso Gilmar Bandeira (PMDB) e Nilzete Pereira Ribeiro (PTN), e os ex-vereadores Eduardo Belotti e José Humberto Freitas. A antecipação de tutela foi concedida pela juíza Luciane Buriasco de Oliveira.

Por mês, cada parlamentar dispõe de R$ 3.500 para ressarcir o valor pago com recurso particular no exercício do cargo, a bem do interesse público.

A denúncia aponta ainda o aumento do gasto no Poder Legislativo. Em 2009, a Câmara devolveu R$ 1,3 milhão para a prefeitura de Chapadão do Sul. Já no ano passado, a devolução caiu para R$ 7 mil.

Conforme o MPE, em um ano a Câmara gastou R$ 408 mil em publicidade, o equivalente 748 salários mínimos. A Casa de Leis tem contrato para divulgação.

Mas os vereadores também destinam recursos da verba indenizatória para publicidade, incluindo sites e jornais das cidades goianas de Serranópolis e Chapadão do Céu.

Conforme a denúncia, Maiquel de Gaspari pagou a revisão do seu carro, um Nissan Sentra, com a verba indenizatória. O serviço custou R$ 669,70. Já Flávio Teixeira é acusado de usar o dinheiro público para a autopromoção, com a confecção de cartões de Natal, Ano Novo, além de outdoor.

O promotor Marcus Vinicius Tieppo Rodrigues também questiona justificativa de gasto apresentada pela vereadora Nilzete Ribeiro. “Chama a atenção o fato de que em um destes abastecimentos foram adquiridos quase setenta e um litros de combustível e até onde sabemos, referida vereadora possui um automóvel “GM Corsa”, cujo tanque de combustível é incompatível com este volume”, salienta o promotor.

Entre agosto e dezembro de 2010, Nilzete Ribeiro gastou R$ 11 mil em verba indenizatória, Elso Bandeira (R$ 2.670), José Humberto (R$5.400), Maiquel de Gasperi (R$ 13.306), Flávio Sanches (R$ 12.278) e Eduardo Belotti (R$ 13 mil). Os vereadores dizem que irão recorrer.

 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - AVANÇO
Prefeitura entrega documentos para ligação gratuita de energia elétrica do conjunto Rio Bonito I
ALERTA NO MS
Defesa Civil alerta para risco de chuvas intensas em 47 municípios de Mato Grosso do Sul
BONITO - MS - MORTE DE MAJOR
Advogados divulgam NOTA sobre Laudo Pericial do assassinato do Major em Bonito (MS)
BONITO - MS - NO GABINETE
BONITO: Equipe 'Amigos da Bike' é recebida no gabinete, Odilson parabeniza e deseja boa sorte
FESTIVAL DE INVERNO DE BONITO 2019
Fundação de Cultura faz lançamento oficial dia 2 de julho do Festival de Inverno de Bonito (MS)
ACIDENTE NAS ESTRADAS
Uma pessoa morre e cinco feridos após carro da Secretaria de Saúde bater em caminhão
BONITO - MS - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
O turismo em Bonito (MS) segue se fortalecendo, Governo do Estado segue investimentos
CRIME NA FRONTEIRA
VÍDEO: ex-policial é executado a tiros no estacionamento do Shopping China na fronteira
BONITO - MS - ALISTAMENTO
Alistamento vai até o dia 30 e JSM fecha de 1º a 5 de julho em Bonito (MS)
TRAGÉDIA
Em MS, Caminhão boiadeiro passa por cima de moto e mata condutor