Menu
ITALÍNEA DOURADOS
segunda, 21 de janeiro de 2019
KAGIVA
Busca
UNIPAR_PC

Juros do cheque especial têm a maior alta dos últimos oito anos

15 Abr 2011 - 12h51Por Agência Brasil

A taxa média mensal dos juros cobrados sobre o uso de cheque especial subiu de 9,31% para 9,35% de março para abril, uma alta de 0,04 ponto percentual e uma variação anual de 192%. Essa é a maior elevação desde junho de 2003, quando os juros tinham alcançado a média de 9,43%, segundo o levantamento da Fundação Procon.

Três dos sete bancos pesquisados aumentaram os juros, segundo a pesquisa. No Banco do Brasil, a taxa passou de 8,15% para 8,27%, um acréscimo de 0,12 ponto percentual e variação de 1,47% sobre março. No banco Itaú o correntista paga em abril 8,96% ante 8,85% no mês anterior, uma alta de 0,11 ponto percentual. E, no Bradesco, houve correção de 0,04 ponto percentual, com a taxa alterada de 8,79% para 8,83%.

Já os empréstimos pessoais ficaram mais caros em quatro das sete instituições pesquisadas, com a alíquota média de 5,49%, o que é 0,07 ponto percentual superior à registrada em março (5,42%). É a taxa mais elevada desde junho de 2009 (5,52%). A variação anual está em 88,87%.

No Banco do Brasil, a taxa aumentou de 5,28% para 5,48%. Na Caixa Econômica Federal, instituição com as menores taxas, a alta foi de 0,17 ponto percentual, passando de 4,78% para 4,95%. No Itaú o percentual foi alterado de 6,30% para 6,38%. No Bradesco foi registrado acréscimo de 0,04 ponto percentual com a taxa em 6,08% ante 6,04%. Nos demais bancos (HSBC, Safra e Santander), as taxas permaneceram estáveis.

De acordo com a análise técnica do Procon, esses aumentos são reflexo das medidas tomadas pelas autoridades monetárias para conter a inflação como, por exemplo, a elevação da taxa básica de juros, a Selic, de 11,25% para 11,75% ao ano, conforme decisão tomada do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. Além disso, a entidade aponta como justificativa a alta de preços das tarifas administradas e das cotações das commodities no mercado internacional.

A assistente de diretoria do Procon, Cristina Rafael Martinussi, salienta que “quando há tendência de alta, a reação das instituições em repassar os aumentos é imediata e, no sentido oposto, mais lenta”.

Ela recomenda que o consumidor evite usar o dinheiro do cheque especial já que os juros são mais altos e há o risco de se ficar preso ao débito por longo período, comprometendo o orçamento. Mesmo no caso dos empréstimos pessoais, Cristina aconselha cautela e a realização de pesquisa no mercado em busca de captações mais em conta como o crédito consignado, por exemplo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PREVISÃO DO TEMPO NO MS
Preparem o tereré - Semana deve ter chuvas rápidas e calorão de 38°C em MS
OUSADIA
Pabllo Vittar empina bumbum e mostra tatuagem em ponto estratégico, VEJA
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
EM CIDADE DO MS
Temporal de 30 minutos alaga ruas e família fica presa em carro em cidade do MS
ACIDENTE FATAL
Em MS, Cinco pessoas morrem em grave acidente na BR-060
JARDIM E MAIS DUAS CIDADES DO MS
Em Jardim, Uems abre amanhã processo seletivo para professor temporário em duas cidades
BONITO - MS - AÇÃO DA POLÍCIA CIVIL
Polícia Civil prende chefe de um dos restaurantes mais badalados de Bonito (MS)
EM CIDADE DO MS
Estudante de medicina morre após jogar partida de futebol em cidade do MS
BONITO - MS - MARIA DA PENHA
PM é novamente acionada por violência doméstica, essa já é a 3ª em menos de 5 dias em Bonito (MS)
VERÃO - BOMBEIROS ALERTAM
Nos primeiros dias de 2019 bombeiros já registram afogamentos em três cidades do MS