Menu
ASSOMASUL MARÇO
sexta, 22 de maro de 2019
mutantes
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Juíza suspeita de extorquir goleiro Bruno é investigada em corregedoria

30 Jun 2011 - 10h02Por Estadão.com

A atuação da juíza Maria José Starling, da comarca de Esmeraldas (MG), é investigada em procedimento interno da Corregedoria do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), informou o TJ nesta quarta-feira, 29.

Na última sexta-feira, 17, o deputado Durval Ângelo (PT-MG) encaminhou ofício com pedido de afastamento da juíza, suspeita de negociar um habeas corpus para a libertação do ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes.

A magistrada e um advogado são acusados de pedir R$ 1,5 milhão para que fosse obtida a soltura do atleta, que ainda será levado a júri popular pelo sequestro, cárcere privado e assassinato de Eliza Samudio.

A assessoria do TJ esclarece, no entanto, que afastamento de juízes não é procedimento da Corregedoria, que trabalha com procedimento preliminar com tramitará de acordo com o órgão julgar necessário. O processo será avaliado internamente, sem divulgação, segundo o TJ-MG.


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

RAIOS NO MS
Raio atinge fazenda e mata 21 cabeças de gado na região do Bolsão em MS
ALERTA
Mesmo sem chuva, nível no Rio Miranda sobe e alerta é mantido
BONITO - MS - NA TRIBUNA
CORPO DE BOMBEIROS: Vereadora solicita ao Governo do estado o inicio da construção
CONTA DE LUZ
Conta de luz pode ter aumento de 15% a partir de abril em MS
POLÍCIA
Brasileira estuprada por policiais em prisão da Bolívia é colocada em liberdade
POLÍTICA
Filhos e vítimas de violência doméstica podem ter prioridade na matrícula escolar
POLÍTICA
Em MS, deputados petistas destacam possibilidade de defesa para Temer após prisão
EMPREGOS E CONCURSOS
Marinha abre concurso com 54 vagas e salários de até R$ 11 mil
BONITO - MS
Imasul inicia plano para explorar turismo no entorno da Gruta do Lago Azul em Bonito
ESPORTES
Representantes do MS brilham em seletivas de Jiu-Jitsu e Judô