Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quarta, 15 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca

Juiz determina a quebra do sigilo bancário da Assembléia Legislativa de MS

26 Abr 2011 - 12h00Por Boni Miranda - Bonito Informa - Midiamax

Alegando ‘privilegiar o interesse público’, o juiz Amaury da Silva Kuklinski determinou a quebra do sigilo bancário da Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul. A medida atende ação impetrada por José Magalhães Filho, e abrange o período fiscal de maio/2008 a dez/2010.

Ainda segundo o juiz, os dados devem ser revelados separadamente por ano, segundo ele ‘no intuito de reduzir a quantidade de informações para mais rápida apreciação’, e deve incluir todas as movimentações bancárias de qualquer natureza da Assembléia Legislativa, bem como de remessas para o exterior.

A decisão foi tomada último dia 20 de abril, e faz parte do processo 0008746-58.2011.8.12.0001 que tramita na Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande.

Nesta segunda-feira (25) o Procurador-Geral de Justiça de Mato Grosso do Sul, Paulo Alberto de Oliveira, anunciou o pedido oficial da quebra do sigilo bancário da Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul. O pedido abriu um processo à parte do impetrado por José Magalhães Filho, e ainda deve ser julgado.

Segundo o procurador, o pedido é necessário para assegurar a continuidade na investigação do suposto mensalão que foi detalhado pelo ex-deputado Ary Rigo (PSDB) no ano passado enquanto era gravado durante a Operação Uragano.

Rigo, sem saber que era filmado, revelou um esquema de corrupção que envolveria os três poderes em MS.

É a primeira vez na história do estado que esse tipo de pedido judicial é feito contra um dos poderes sul-mato-grossenses. Desde 21 de setembro do ano passado, a PGE pede e aguarda documentos do parlamento estadual, mas, segundo o procurador, em certo momento das investigações os deputados recorreram à Justiça para não entregarem documentos bancários.

Os pedidos que blindaram a ALMS foram acatados. Mas agora, o MPE afirma que irá até o STF (Supremo Tribunal Federal) para conseguir acesso aos dados que os deputados estaduais querem esconder.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SIDROLÂNDIA E MARACAJU
Com tecnologia de R$ 70 mil, produtor usa lavoura para apoiar Bolsonaro em Mato Grosso do Sul
BONITO - MS - MAIS ASFALTO EM RUAS
Asfalto está chegando na Rua das Esmeraldas, ela não estava incluída no projeto original em Bonito
MIRANDA - MS - INVESTIMENTOS DO GOVERNO DO MS
Governo do MS investe R$ 1,9 milhão na recuperação de ruas que estavam abandonadas em Miranda (MS)
BONITO - MS - LEVANTAMENTO DO FESTIVAL DE INV
BONITO (MS): Em levantamento, 84% do público que passou pelo Festival de Inverno eram do MS
CIDADES
Curso para Disseminadores da Educação Fiscal está com inscrições abertas
CIÊNCIA E TECNOLOGIA NO ESTADO
Divulgado resultado final de Programa que concede recursos para eventos técnico-científicos em MS
BONITO - MS - ATENÇÃO A TODOS
Decreto proíbe entulho de construção em ruas e calçadas em Bonito (MS)
FATALIDADE
Pecuarista de 78 anos morre pisoteado por boi em curral
REFLEXOS INDESEJADOS
Quase metade dos presos de MS são ligados ao tráfico
50%
Caixa oferta 158 imóveis com descontos para venda no Estado