Menu
KAGIVA
tera, 18 de setembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Jipe que investigará Marte tem laser para pulverizar rochas

25 Jul 2011 - 16h00Por Folha.com

O próximo jipe-robô da Nasa vai pousar em Marte disparando um raio laser e pulverizando rochas para explorar a cratera Gale, na região equatorial do planeta, que tem uma montanha no meio.

O plano completo da missão MSL (Mars Science Laboratory), anunciado na sexta-feira (22), em Washington, confirmou o lançamento da nave que levará o veículo ao espaço no fim de novembro.

Batizado de Curiosity (curiosidade), o novo jipe tem o dobro do tamanho de seus antecessores, Spirit e Opportunity, e vai carregar dez instrumentos científicos diferentes.

Com três metros de comprimento, o veículo tem como objetivo principal investigar a história geológica e atmosférica de Marte, para saber se o planeta já foi (ou ainda é) capaz de abrigar vida.

NADA DE ASTRONAUTA

A confirmação de que o projeto está saindo como planejado foi um alívio em um ano difícil para a Nasa.

Em meio ao clima de velório no programa de tripulação humana dos EUA -o último ônibus espacial a voar pousou na quinta-feira-, executivos da agência estão tendo de lidar com a ameaça de corte de verba do Telescópio Espacial James Webb, o sucessor do Hubble.

Sem planos em vista para enviar humanos a Marte nem a longo prazo, as estrelas vão continuar sendo os robôs.

O consolo é que o Curiosity, com custo de US$ 2,3 bilhões, vai reunir informação útil para planejar uma eventual missão tripulada.

"Cada jipe que enviamos a Marte nos ajuda a entender a história do planeta, de que ele é composto e quais recursos estão disponíveis", disse à Folha Michael Meyer, chefe do programa de exploração marciana da Nasa.

"Quando decidirmos enviar astronautas, poderemos escolher uma região onde haja gelo abaixo da superfície para fazer combustível ou oxigênio. Ou poderemos usar as informações para enviar humanos aos lugares mais interessantes do planeta", completou.

Dando entrevista no Museu do Ar e do Espaço em frente a uma réplica do Curiosity, porém, os líderes do projeto pouco falaram sobre a perspectiva de missão tripulada. O entusiasmo está todo voltado para o que o novo robô-cientista poderá descobrir em Marte.

EXPLORAÇÃO

A cratera Gale, com 5 km de profundidade, tem várias camadas geológicas expostas, como em um desfiladeiro, o que permitirá estudar a história de Marte. Cientistas acreditam que, no passado, o local estava cheio de água.

"Muitos instrumentos do jipe são capazes de detectar água", diz Dawn Summer, geóloga-chefe do projeto. Um deles, explica, é uma espécie de câmera química, chamada ChemCam.

"Ela dispara um laser que pulveriza parte de uma rocha e analisa a composição química a partir do brilho que o material alvejado emite. Se sair vapor, nós vamos ver a assinatura da água." 

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEDULA ÓSSEA
MS tem 2° maior cadastro de doadores de medula
CRUELDADE - POLÍCIA
Por mãe estar sem o celular, ladrão dá facada em bebê de 3 meses
R$ 10 MILHÕES
Multa máxima à MSVia não ultrapassa 3,5% da receita anual
PREFEITURA EM MS - OPORTUNIDADES
Prefeitura abre concurso público com mais de 300 vagas e salários de até R$ 6 mil em MS
ELEIÇÕES 2018
TRE-MS recebe 108 denúncias de infrações no período eleitoral
ELEIÇÕES 2018 - CANDIDATO AO GOVERNO DO MS
MPF manda Polícia Federal investigar Odilon de Oliveira, denunciado por crimes na 3ª Vara Federal
TECNOLOGIA
Anatel começa domingo bloqueio de celular irregular em MS e mais 11 estados
POLÍTICA
MPF reforça alerta sobre prisão por compra de voto e boca de urna
ENTRETENIMENTO
Dupla de MS projeta jogo inspirado em desenhos dos anos 1980
POLÍTICA
'Violência se combate com inteligência', diz Meirelles em visita a MS