Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quinta, 16 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca
ACORDO DESCUMPRIDO

JBS já tem mais de R$ 730 milhões bloqueados em Mato Grosso do Sul

10 Out 2017 - 07h03Por DA REDAÇÃO

A Justiça Estadual autorizou novo bloqueio do grupo J&F e da JBS, depois de ação movida pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa, que investiga o cumprimento de termos de acordo de regime especial. Agora, o valor já resguardado ultrapassa os R$ 730 milhões.

O juiz da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais de Campo Grand,e Alexandre Antunes da Silva, determinou hoje o bloqueio de R$ 614.701.206,95 em recursos e bens da JBS.

A CPI das Irregularidades Fiscais e Tributárias de Mato Grosso do Sul já moveu duas ações para bloquear recursos e bens do frigorífico. Na semana passada, o mesmo magistrado já havia autorizado o bloqueio de outros R$ 115.925.515,69. 

"O pedido deferido hoje foi protocolado na sexta-feira (6/10) e refere-se aos TARE’s (Termos de Acordo de Regime Especial) Nº 149/2007, 657/2011, 862/2013 e 1028/2014. Em todos eles a JBS recebeu incentivos fiscais para retirada de boi vivo (boi em pé) do Estado", informou nota da CPI da Assembleia, que é presidida pelo deputado estadual Paulo Corrêa (PR).

A principal irregularidade encontrada pelos deputados nesses TARE's foi a repetição de notas. Esse recurso era feito para servir de composição da base de cálculo para concessão de mais benefícios fiscais.

INDISPONIBILIDADE

A indisponibilidade de bens determinada na semana passada pela Justiça Estadual contra a J&F Investimentos e a um de seus braços, o frigorífico JBS, atingiu as unidades que a empresa dos irmãos Wesley e Joesley Batista tem em Mato Grosso do Sul. 

São ao todo quatro áreas em Campo Grande, uma em Ponta Porã, duas em Naviraí e uma Anastácio. Essas propriedades estão em nome da J&F, JBS S.A e Agropecuária Friboi Ltda.

Desse modo, o grupo não pode negociar, vender ou alienar esses oito terrenos especificados em decisão que acatou pedido de liminar feito pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa que investiga o descumprimento de termos de acordos de regime especial (Tare) com o governo do Estado.

O bloqueio dos recursos financeiros da ordem de R$ 115.925.515,69 deve atingir a própria J&F Investimentos, além das unidades da JBS em Campo Grande (I e II), em Naviraí, em Coxim, em Nova Andradina, em Ponta Porã e em Anastácio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADES
Concursos públicos oferecem 338 vagas com salários de até R$ 12,3 mil
OPORTUNIDADES
Inscrições para vagas com salários de até R$ 3,7 mil se enceram dia 24
CIDADES
Bolsa Família começa a pagar benefício com reajuste
MS
Operação da PF prende suspeitos de golpes via aplicativos de mensagens
POLÍTICA
Cartórios querem revisão dos valores cobrados pelos serviços em MS
GERAL
Inscrições abertas para voluntários músicos no CBMMS
CULTURA
Inscrições para oficinas gratuitas no Centro Cultural começam dia 17 de julho
TRÁFICO
PRF apreende maconha e crack que seriam levados de MS até SP por R$ 7 mil
LOTERIA
Prêmio principal da Mega-Sena acumula mais uma vez
JUSTIÇA
MP investiga site que vende CPF, endereço e outros dados pessoais