Menu
KAGIVA
tera, 16 de outubro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Investimento estrangeiro no Brasil atinge US$ 32,5 bilhões

27 Jul 2011 - 12h03Por Estadão.com

A entrada de investimentos estrangeiros diretos - voltados para o setor produtivo - atingiu no primeiro semestre a marca recorde de US$ 32,5 bilhões, a mais alta desde o início da série histórica do Banco Central (BC), em 1947. Em seis meses, a entrada de recursos superou o volume de ingressos anuais de toda a série, com exceção de quatro anos, e cobriu, com folga, o déficit das contas externas brasileiras.

O saldo negativo de US$ 25,5 bilhões nas contas externas, impulsionado por gastos sem precedentes com viagens internacionais e aluguel de equipamentos, também foi recorde na primeira metade do ano.

No período acumulado em 12 meses, os investimentos diretos também superaram, com larga vantagem, o saldo negativo da chamada conta corrente, que registra as transações comerciais, de serviços e transferências de renda do País com o exterior. Para o BC, isso indica a boa saúde das contas externas.

Enquanto os investimentos direcionados ao setor produtivo estão em forte crescimento, os ingressos de recursos para aplicações em títulos de renda fixa e ações estão em baixa. A entrada de investimentos estrangeiros estritamente financeiros somou US$ 11,6 bilhões, quase a metade do observado no primeiro semestre de 2010.

O BC voltou a negar irregularidades no ingresso de investimentos diretos (IED), apesar das suspeitas do mercado financeiro, do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do próprio governo federal. A desconfiança é que a rubrica estaria sendo usada para os investidores driblarem a taxação mais alta do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

"Prefiro atribuir o ingresso de IED, que está dentro da trajetória prevista, às condições da economia brasileira", disse o chefe do Departamento Econômico do BC, Túlio Maciel. Ele destacou que as estatísticas mostram que tem havido operações muito vultosas que permitem ao BC acompanhar se o registro está sendo feito corretamente.

Mês a mês, os ingressos de IED têm surpreendido. A previsão inicial do BC era de US$ 4,5 bilhões em junho. O resultado ficou quase US$ 1 bilhão acima da previsão. Maciel disse que houve uma concentração de investimentos na última semana de junho, disseminada entre diversos setores. A projeção de saldo para os investimentos estrangeiros diretos no ano é de US$ 55 bilhões, o que pressupõe uma média mensal de ingressos de US$ 4 bilhões no segundo semestre, número que o BC espera que já ocorra em julho.

Para o ex-diretor do Banco Central Carlos Thadeu de Freitas, o investimento direto deve continuar alto, porque a taxa de retorno ao investidor é muito elevada no Brasil em comparação a outros países. "O cenário continuará favorável para investimentos", disse, destacando as boas oportunidades em investimentos em infraestrutura.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AINDA DESAPARECIDA
Servidora pública do TRE/MS continua desaparecida e familiares pedem ajuda
PESQUISA NO MS
Reinaldo abre 14% e chega com 57% dos votos válidos em nova pesquisa no MS
BRIGA INTERNA EM PLENA CAMPANHA
Conselho de Ética do PDT pede 'cabeça' de Odilon por apoio a Bolsonaro
BONITO - MS - OBRAS E MELHORIAS
BONITO: Agesul e prefeitura concluem revitalização de mais de 70 KM da estrada vicinal da La Lima
ELEIÇÕES PARA PRESIDENTE
Bolsonaro lidera em 4 regiões; Haddad está na frente no Nordeste, VEJA OS GRÁFICOS
LUTO NA TV
Aos 78 anos, morre o jornalista Gil Gomes
TRAGÉDIA
Menina de 2 anos é atropelada na garagem de casa quando mãe dava ré no carro, em Campo Grande
APOIO À REINADO AZAMBUJA
Deputado do MDB reúne prefeitos, vereadores e lideranças de MS em apoio à Reinaldo Azambuja
BONITO - MS
Conhecimento e muita diversão marcaram o 7° Acampamento do Instituto Mirim Ambiental de Bonito
DESAPARECEU
Servidora pública com depressão desaparece e preocupa família