Menu
ASSOMASUL MAIO 2019
quarta, 26 de junho de 2019
Busca
ÁGUAS DE BONITO

Inflação do aluguel dobra em setembro

9 Set 2011 - 17h32Por Estadão.com

A primeira prévia do IGP-M voltou a subir em setembro. O índice avançou 0,43%, quase o dobro da taxa apurada em igual prévia em agosto (0,22%), segundo informou hoje a Fundação Getúlio Vargas (FGV). A taxa ficou dentro das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo AE-Projeções (entre 0,38% e 0,64%), e abaixo da mediana das expectativas (0,47%).  

No caso dos três indicadores que compõem a primeira prévia do IGP-M de setembro, o IPA-M teve alta 0,49% na primeira prévia este mês, após subir 0,28% na primeira prévia de agosto. Por sua vez, o IPC-M apresentou taxa positiva de 0,42% na prévia anunciada hoje, após avançar 0,07% na primeira prévia do mês passado. Já o INCC avançou 0,10% na primeira prévia deste mês, após avançar 0,16% na primeira prévia de agosto.

O IGP-M é muito usado para reajuste no preço do aluguel. Até a primeira prévia de setembro, o índice acumula aumentos de 3,93% no ano, e de 7,23% em 12 meses. O período de coleta de preços para cálculo da primeira prévia do IGP-M de setembro foi do dia 21 a 31 de agosto.

A inflação agropecuária voltou a avançar no atacado. Os preços dos produtos agrícolas atacadistas subiram 0,86% na primeira prévia do IGP-M de setembro, após alta de 0,80% em igual prévia em agosto. No setor industrial, os preços também avançaram, com alta de 0,36% na prévia de setembro, após elevação de 0,10% na primeira prévia de agosto.

Atacado

A inflação atacadista medida pelo IPA-M acumula altas de 3,35% no ano e de 7,29% em 12 meses. Os preços dos produtos agropecuários no atacado acumulam alta de 2,61% no ano, e registram aumento de 14,56% em 12 meses. Já os preços dos produtos industriais no atacado mostraram altas de 3,61% no ano e de 4,92% em 12 meses.

Entre os produtos pesquisados no atacado, as altas de preço mais expressivas foram apuradas em soja em grão (4,09%); minério de ferro (2,97%); e café em grão (7,59%). Já as mais expressivas quedas de preço no atacado foram registradas em milho em grão (-2,07%); bovinos (-1,12%); e sucos concentrados de laranja (-11,11%).

Varejo

A inflação varejista medida pelo IPC-M acumula altas de 4,51% no ano e de 6,92% em 12 meses. A aceleração na taxa do IPC-M, da primeira prévia do IGP-M de agosto para igual prévia em setembro (de 0,07% para 0,42%) foi influenciada por aceleração de preços em cinco das sete classes de despesa usadas para cálculo do indicador varejista. Mais uma vez o destaque ficou com Alimentação, cuja variação de preços passou de -0,25% para 0,60% da primeira prévia de agosto para igual prévia em setembro. Nesta classe de despesa, houve acelerações de preços, deflação mais fraca ou até mesmo término de queda de preços em frutas (de 1,24% para 5,53%), hortaliças e legumes (de -4,54% para -2,84%) e carnes bovinas (de -0,12% para 1,36%) respectivamente.

Os outros grupos que mostraram acréscimos em sua taxa de variação de preços são Vestuário (de 0,25% para 1,92%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,39% para 0,54%), Educação, Leitura e Recreação (de -0,02% para 0,16%) e Transportes (de 0,12% para 0,20%).

Em contrapartida, houve desaceleração e queda de preços em Habitação (de 0,25% para 0,21%) e em Despesas Diversas (de 0,08% para -0,01%), no período.

Construção

A inflação na construção civil apurada pelo INCC-M acumula elevações de 6,41% no ano e de 7,60% em 12 meses até primeira prévia do IGP-M de setembro. A desaceleração na taxa do INCC-M, da primeira prévia de agosto para igual prévia em setembro (de 0,16% para 0,10%) foi influenciada por taxas de inflação mais fracas nos preços de mão de obra (de 0,06% para 0,01%) e de materiais, equipamentos e serviços (de 0,26% para 0,18%), no período.

Entre os produtos pesquisados, as altas de preço mais expressivas na construção foram registradas em cimento portland comum (0,78%); projetos (0,50%); e tinta a base de PVA (2,05%). Já as mais expressivas quedas de preço foram apuradas em vergalhões e arames de aço ao carbono (-0,81%); condutores elétricos (-0,73%); e massa de concreto (-0,17%).  

Deixe seu Comentário

Leia Também

MIRANDA - MS - ATRATIVO TURÍSTICO
Um passeio imperdível: navegar no cênico Rio Salobra começa a operar em julho em MIRANDA
BONITO - MS - AVANÇO
Prefeitura recebeu documentos para ligação gratuita de energia elétrica do conjunto Rio Bonito I
ALERTA NO MS
Defesa Civil alerta para risco de chuvas intensas em 47 municípios de Mato Grosso do Sul
BONITO - MS - MORTE DE MAJOR
Advogados divulgam NOTA sobre Laudo Pericial do assassinato do Major em Bonito (MS)
BONITO - MS - NO GABINETE
BONITO: Equipe 'Amigos da Bike' é recebida no gabinete, Odilson parabeniza e deseja boa sorte
FESTIVAL DE INVERNO DE BONITO 2019
Fundação de Cultura faz lançamento oficial dia 2 de julho do Festival de Inverno de Bonito (MS)
ACIDENTE NAS ESTRADAS
Uma pessoa morre e cinco feridos após carro da Secretaria de Saúde bater em caminhão
BONITO - MS - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
O turismo em Bonito (MS) segue se fortalecendo, Governo do Estado segue investimentos
CRIME NA FRONTEIRA
VÍDEO: ex-policial é executado a tiros no estacionamento do Shopping China na fronteira
BONITO - MS - ALISTAMENTO
Alistamento vai até o dia 30 e JSM fecha de 1º a 5 de julho em Bonito (MS)