Menu
ASSOMASUL MAIO 2019
domingo, 19 de maio de 2019
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO

Indústria de frango vê mais rigor russo e maior abertura chinesa

22 Jul 2011 - 13h17Por Folha.com

Ao mesmo tempo em que observa a Rússia, maior importador de carnes do Brasil, ficando mais rigorosa na aprovação de unidades brasileiras habilitadas para exportar, a indústria de frango nacional avalia que terá em breve mais fábricas autorizadas a vender para a China, um mercado em expansão, disse nesta quinta-feira o presidente da Ubabef, Francisco Turra.

Após se reunir com o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura do Brasil, Francisco Jardim, Turra afirmou que as indústrias de carnes brasileiras poderão ter menos unidades habilitadas pelos russos, ainda que o potencial de exportação, em volumes, não venha a ser afetado.

Em meados de junho, a Rússia implementou um embargo à carne produzida de cerca de 90 unidades exportadoras do Brasil. O governo tem tentado derrubar a suspensão.

"Os russos concluíram que o Brasil pode reabrir os mercados, limitando porém o número de plantas. Existiam muitas habilitadas, algumas não estavam nem em condições adequadas nem estavam exportando", disse Turra à Reuters.

Segundo ele, o governo russo pediu ao brasileiro durante visita de uma missão técnica no final do mês passado que realize uma "varredura" para efetivamente verificar quem poderá exportar.

"Eles estão agindo com muito rigor com relação aos fornecedores de proteína animal. Não é o rigor conosco, eles vão adotar critérios cada vez mais rigorosos (para todos os países). O Jardim (secretário) disse que nós temos que nos preparar...", afirmou.

Participaram da reunião em São Paulo nesta quinta-feira com o secretário de Defesa Agropecuária, além de Turra, o presidente da Abiec, Antônio Camardelli, que representa os exportadores de carne bovina, e, por telefone, o presidente da Abipecs, Pedro de Camargo Neto, da indústria de carne suína.

"O Brasil pode ter menos plantas habilitadas e até um espaço maior para participação de mercado... O secretário disse que a grande maioria (das unidades embargadas) com certeza pode retornar", afirmou.

Não há um prazo definido para isso ocorrer.

Os russos são os maiores importadores de carne suína e bovina do Brasil, e compram aproximadamente 4 por cento do volume exportado de carne de frango pelo país.

Mas é a indústria de carne suína, mais dependente dos russos, que deve sofrer mais, o setor também conta com menos unidades que ainda podem exportar. A de bovinos, por outro lado, tem maior capacidade de remanejamento de vendas por meio de mais unidades ainda habilitadas.

CHINA

Turra disse que o setor de frango, o menos afetado pelo embargo russo, ainda trabalha com "a possibilidade concreta de ter habilitadas mais 41 plantas para a China".

"Isso já está praticamente ajustado lá, só depende da análise do ministério chinês", afirmou o presidente da Ubabef, acrescentando que atualmente o Brasil conta com 24 unidades habilitadas para vender à China.

A China atualmente representa 5% das exportações de carne de frango do Brasil, disse ele.

As exportações brasileiras de carne de frango cresceram 6,8% no primeiro semestre de 2011, para 1,93 milhão de toneladas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS - POLÍCIA
Internos do Semiaberto são flagrados com droga e bebida em ônibus que os levava para trabalhar
BRASILEIRÃO 2019
Palmeiras e Santos se enfrentam no Pacaembu de olho na liderança do Brasileirão
BONITO - MS - TUDO PRONTO
Bonito (MS) recebe corredores para o Desafio da Boiadeira neste domingo
MARACAJU - MULTA PMA
Idoso é autuado em R$ 15 mil por degradar área ambiental em MARACAJU
TRAGÉDIA NAS ESTRADAS
Em MS, Homem pula de caminhão desgovernado e morre prensado
BONITO - MS - VISITA
Em Bonito, Prefeito recebe representantes da 42ª Conferência do Rotary Club
BONITO - MS - REUNIÃO SAS
SAS inicia o ciclo mensal de reuniões da Equipe da Proteção Social Básica em Bonito (MS)
MORTE A ESCLARECER
Homem morre depois de se jogar na frente de caminhão entre Sidrolândia a Maracaju
QUEDA DE BARREIRAS
Quedas de barreiras interditam as rodovias Rio-Santos, Anchieta e Tamoios
BONITO - MS - EVENTO
Bonito Blues & Jazz Festival incrementa o turismo na baixa temporada