Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quinta, 21 de junho de 2018
KAGIVA
Busca

Imprensa vai ampliar resultados da Campanha do Desarmamento, prevê ministro

18 Mai 2011 - 10h40Por Agência Brasil

A parceria com a imprensa, que começou a veicular as mensagens pelo desarmamento, de forma gratuita, vai ampliar os resultados da Campanha do Desarmamento do governo federal em todo o país, avaliou ontem (17) o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

Na próxima sexta-feira (20), a campanha será lançada no Rio Grande do Sul e, posteriormente, em São Paulo. “Ou seja, nós temos aí vários meses pela frente para que essa campanha comece cada vez mais a crescer e nós possamos tirar armas de circulação”, disse.

O ministro participou do 23º Fórum Nacional, no Rio de Janeiro. O evento é promovido pelo Instituto Nacional de Altos Estudos (Inae) e prossegue até a próxima quinta-feira (19).

Cardozo afirmou que segurança pública deve incluir o desenvolvimento de políticas sociais e de defesa da cidadania. “O crime tem várias causas que interagem e se multiplicam”. Destacou que as atividades repressivas devem, por essa razão, ser casadas com políticas sociais, englobando ações esportivas e culturais, que retiram os jovens, principalmente, do crime.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Prefeitura de Campo Grande abre inscrições de processo seletivo para nível médio
BONITO - MS
SENAR vai realizar curso de Produção de Alimentos Saudáveis em Bonito
EM MS
Eleitores já podem se cadastrar para atuar como mesários
OPERAÇÃO OIKETICUS
Cheque da desembargadora Tânia Borges é encontrado em investigação do Gaeco
NARCOTRÁFICO
Paraguai destrói 107 acampamentos com 318 toneladas de maconha na fronteira
BELEZAS NATURAIS DE MS
Isto é Mato Grosso do Sul: o novo vídeo que retrata as belezas do MS
DEFESA SANITÁRIA
MS apresenta situação da fronteira na reunião que discute a retirada da vacina contra aftosa
DEU RUIM
Golpe do 'Mercado Livre'
OPORTUNIDADES DE EMPREGOS
Terminam hoje inscrições de processo seletivo da UFMS para 48 vagas
TEMPO E TEMPERATURA
Inverno começa seco e quente em Mato Grosso do Sul