Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
domingo, 17 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Governo não vai prorrogar restos a pagar, diz Ideli a deputados

28 Jun 2011 - 17h47Por Folha.com

Após participar de encontro com a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais), deputados do PT confirmaram nesta terça-feira que os restos a pagar de emendas parlamentares de anos anteriores não serão prorrogadas. O prazo para que elas fossem usadas vencem dia 30 deste mês e congressistas de todos os partidos reivindicavam que o governo estendesse essa data para 31 de dezembro.

Segundo participantes do encontro, Ideli informou que a própria presidente Dilma Rousseff e o ministro Guido Mantega são contra a prorrogação.

A atitude do governo pode gerar problemas em votações importantes na Câmara. Na semana que vem, por exemplo, o presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), prometeu colocar em pauta a emenda 29, que regulamenta o dinheiro a ser investido na saúde. O governo é contra a votação do texto. Deputados da base aliada, no entanto, podem usar o assunto para algum tipo de retaliação pelas emendas.

O argumento de líderes é que o dinheiro das emendas é necessário para a realização de obras, principalmente em municípios menores.

Na reunião desta terça-feira, a primeira com a bancada do PT, Ideli falou ainda sobre a dificuldade para os governadores na aprovação da PEC 300, que cria um piso nacional para os policiais.

Falou também sobre a importância que o partido tem para o governo, sem tocar em problemas internos entre os deputados petistas. Participantes do encontro dizem que a manifestação de união veio dos próprios deputados.

Sobre a votação do RDC (Regime Diferenciado de Contratações), que muda as regras de licitações da Copa de 2014 e da Olimpíada de 2016 e que deve acontecer ainda hoje na Câmara, a ministra confirmou aos deputados que deverão ser feitos ajustes de redação. Os ajustes têm o objetivo de deixar "mais nítidas" duas garantias: o acesso permanente dos tribunais de contas às planilhas e a imediata divulgação dos orçamentos tão logo feitos os lances.

Na semana retrasada, pouco antes de votar a MP na Câmara, o governo alterou o seu texto, dificultando a fiscalização dos orçamentos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SURTO DE DENGUE NO MS
Primeira morte por dengue é confirmada em cidade do MS
VOLTA ÀS AULAS NO MS
230 mil estudantes da Rede Estadual de Ensino retornam às aulas nesta segunda-feira
VOCÊ É DE ACORDO?
Vereador veterinário Francisco quer microchipar cães e gatos em Campo Grande
BONITO - MS - OS CAMPEÕES
Bonito (MS): Sob forte calor, Mountain Bike e Duathlon fecham o Bonito Cross, Confira os ganhadores
CARNAVAL NO RIO DE JANEIRO
Descalça, sob chuva e com beijo, Ellen Rocche ensaia em SP, VEJA FOTOS
MINIBOLT - VEJA VÍDEO
MiniBolt, menino de 7 anos está chocando o mundo com sua velocidade espantosa, VÍDEO
DOURADOS - COLISÃO MATOU OS DOIS
Em Dourados, VÍDEO mostra colisão frontal entre motos que matou dois, assista
BONITO - MS - NOVO HORÁRIO
Com o fim do horário de verão Balneário tem novo horário de funcionamento em Bonito (MS)
BONITO - MS - REIVINDICAÇÃO
Meio Ambiente pede mais 10 policiais e 3 viaturas para PMA em Bonito (MS)
MARACAJU - SEGURANÇA
Em Maracaju, Operação Petra cumpre 18 mandados de busca e apreensão e prende três pessoas