Menu
ITALÍNEA DOURADOS
domingo, 19 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca

Governo federal prorrogou até junho prazo para liberação de "restos a pagar"

29 Abr 2011 - 16h36Por Assessoria

O Governo federal publicou nesta sexta-feira (29) o Decreto nº 7.468/2010, que prorroga para 30 de junho deste ano a vigência dos contratos e convênios de 2007, 2008 e 2009. O prazo terminaria amanhã, 30.

De acordo com o senador Waldemir Moka (PMDB), a medida é importante porque permite ao governador André Puccinelli e aos prefeitos conseguirem a liberação de recursos de exercícios anteriores.

“Havia pressão muito grande dos parlamentares para que esse prazo fosse prorrogado. Caso contrário, muitas obras e projetos seriam paralisados por falta de dinheiro”, argumenta.

Moka diz que não tem a quantidade nem o montante de recursos dos convênios firmados nesse período pelo Governo do Estado e prefeituras sul-mato-grossenses com o Governo federal.

“Sabemos que é um volume considerável. Acredito que o prazo de 60 dias seja suficiente para que o governo libere os restos a pagar”, disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADES NO MS
Governo de MS tem quatro concursos com 2,3 mil cargos ainda em 2018
NOVA FRENTE FRIA - VEJA A PREVISÃO
Nova frente fria chega a Mato Grosso do Sul e mínima será de 6ºC
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Governador afirma que pavimentação asfáltica da MS-223 começa nos próximos dias em Costa Rica
INELEGÍVEL
Procuradoria pede impugnação de candidatura do Zeca do PT
BONITO - MS - INAUGURAÇÃO
HOJE tem inauguração do Santo Rock Bar, caipirinha FREE para mulheres até meia-noite em Bonito (MS)
POLÍTICA
Parecer do TRE-MS dá aval para cassar vereadora Cida Amaral
MEIO AMBIENTE
Em fase final, projeto visa recuperar o Taquari com manejo correto do solo
BONITO - MS - AÇÕES NO ÁGUAS DO MIRANDA
BONITO (MS): Obras realiza serviços de revitalização no distrito Águas do Miranda
BONITO - MS
Almoço beneficente em prol do Instituto Visão de Vida acontecerá neste sábado em Bonito
CASO MAYARA
Acusado de matar a musicista Mayara Amaral diz que estava 'possuído'