Menu
mutantes
quinta, 25 de abril de 2019
ASSOMASUL MARÇO
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Governo Federal anuncia plano para formar mais médicos e interiorizar a profissão

31 Ago 2011 - 08h03Por Agência Brasil

Ao participar da aula inaugural do curso de medicina do campus Garanhuns, da Universidade Federal de Pernambuco, a presidenta Dilma Rousseff disse nesta terça-feira (30) que o governo quer formar mais 4,5 mil médicos a cada ano e interiorizar a profissão no país. Dilma já encomendou aos ministérios da Educação e da Saúde um "plano nacional de educação médica" a ser apresentado até outubro desse ano.

O objetivo da medida, de acordo com Dilma, é suprir a falta de médicos em todo país, principalmente no interior. "Eu determinei ao Ministério da Educação e ao Ministério da Saúde, que, juntos, preparem um plano nacional de educação médica a ser lançado até outubro, o nosso objetivo é aumentar em 4,5 mil o número de médicos formados ao ano e também interiorizar os cursos de medicina, mantendo um elevado padrão de qualidade", disse.

Segundo a presidenta, um dos pontos do plano é o incentivo para os estudantes que optarem por estudar e trabalhar no interior do país. "Os estudantes e os médicos que se interessarem pelas demandas do Sistema Único de Sáude [SUS], vale dizer, pelas demandas de saúde do povo brasileiro, terão vantagens. Terão descontos quando utilizarem o Fundo de Financiamento do Ensino Superior (Fies). Terão também melhor acesso a uma pontuação em residência quando optarem também por satisfazer as demandas do SUS. Eu asseguro a vocês que, certamente, não ficarão sem trabalho", disse a presidenta, dirigindo-se aos primeiros alunos de medicina da universidade.

De acordo com a presidenta, a falta de médicos é um dos principais obstáculos para melhorar os serviços de saúde pública no Brasil. "Uma das dificuldades para melhorar a saúde pública no Brasil é o insuficiente número de médicos e sua má distribuição sobre o território nacional. Hoje, o Nordeste tem 28% da população brasileira e apenas 17% dos médicos. Em todo Brasil, temos falta de médicos e isso fica mais agudo ainda nas cidades do interior e nas regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste. Não que nas outras regiões não faltem médicos, é que nessas regiões que eu citei faltam mais médicos."

Dilma chamou os alunos de medicina de “desbravadores” e disse que eles escolheram a profissão certa. Fazendo referência ao fato de Garanhuns contar com um campus universitário, Dilma lembrou o acerto da iniciativa do ex-presidente Lula, que o instalou em sua cidade natal. Embora não tenha tido oportunidade de estudar, o ex-presidente sabia da importância do estudo, disse a presidenta.

Dilma ressaltou que continuará com o processo de interiorização do ensino superior iniciado no governo passado. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - INSCRIÇÕES ABERTAS
Bonito (MS) receberá o 1º Open de Squash em maio, inscrições já estão abertas
TURISMO
Na região Norte, rota “Cerrado Pantanal” quer ser novo destino turístico de MS
GERAL
MS tem saldo acumulado de 10.570 empregos com carteira assinada gerados no ano
POLÍCIA
Polícia Civil participa de operação nacional para cumprir mandados de prisão contra foragidos
POLÍTICA
Lama Asfáltica: 3ª Vara nega novo pedido para que ação vá para a Justiça Eleitoral
LOTERIA
Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira o maior prêmio deste ano
CIDADES
Com rios entupidos por vegetação ribeirinhos do Pantanal de MS são levados para médico de helicópter
BONITO - MS - TRABALHO LEGISLATIVO
Confira o trabalho do seu vereador durante sessão ordinária da Câmara em Bonito (MS)
BONITO - MS - NA CÂMARA
Vereadores solicitam que antiga iluminação do CMU seja aproveitada em bairros de Bonito (MS)
EMPREGOS E CONCURSOS
Governo de MS divulga inscrições para pós-graduação em saúde pública