Menu
KAGIVA
sbado, 18 de agosto de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Governo elege saúde e aeroportos como prioridades para ações de gestão

30 Jun 2011 - 13h04Por Agência Brasil

O setor de saúde e os aeroportos foram definidos como prioridades para ações de gestão pelo governo. O assunto foi discutido pela Câmara de Política de Gestão, Desempenho e Competitividade, que se reuniu nesta quarta-feira (29), pela primeira vez, no Palácio do Planalto.

A câmara é formada por gestores do governo e empresários e tem o objetivo de aprimorar a gestão da máquina federal. De acordo com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, as duas áreas foram escolhidas porque são as que mais têm condições de dar respostas às ações que serão implementadas.

"Nós avaliamos sob dois aspectos. São áreas que nós podemos ter um impacto maior de economia pois têm bastante recursos do governo aplicados. E, também, avaliamos sob o ponto de vista do cidadão. é para que as pessoas possam sentir que as coisas estão melhorando", disse a ministra ao sair da reunião.

No começo da próxima semana, o governo lançará um plano específico para os aeroportos. As ações pretendem melhorar as condições de atendimento nos terminais com a diminuição dos atrasos e melhorar a questão logística. "Teremos foco principalmente na área de tráfego aéreo para não ter grandes esperas, atrasos de voos", disse a ministra. Também está prevista a instalação da internet gratuita nos terminais.

De acordo com Gleisi Hoffmann, outro problema que estará no alvo das ações, e que é uma preocupação da presidenta Dilma Rousseff, é a questão do overbooking (venda de passagens maior que a capacidade de passageiros do avião). A ministra declarou que a presidenta pediu à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que atue com rigor para punir as empresas que praticam essa irregularidade.

"Há uma encomenda da presidenta de que a Anac atue com bastante rigor na questão do overbooking e, também, não deixar que voos da rota comercial sejam retirados para fazer voos fretados", declarou a ministra. "Existem coisas pequenas que incomodam as pessoas, por exemplo, a demora na restituição da bagagem. As pessoas não podem ficar 40 minutos esperando a bagagem. São questões pequenas, do cotidiano dos aeroportos que nós queremos dar prioridade neste mês de julho", completou.

Na área da Saúde, as ações não foram definidas, mas segundo a ministra, ainda em julho a câmara se reunirá com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, para verificar os gargalos. "Vamos ter ainda uma conversa com o ministro Padilha. Foi a pedido dele que a área foi incluída como uma das primeiras a serem trabalhadas”. Em julho faremos a primeira reunião com a saúde", disse.

Além das duas áreas prioritárias, a câmara também definiu, na reunião de hoje, desenvolver ações para melhorar o atendimento na Previdência, na Justiça e nos Correios. Outra medida, será a capacitação de gestores em cada pasta do governo e identificar experiências que já tenham produzido bons resultados.

A própria Casa Civil, de acordo com Gleisi Hoffmann, desenvolverá um programa para acompanhar os resultados das ações. "No âmbito da Casa Civil, vamos desenvolver um programa de governança. Nós já temos data marcada para a reunião que será no dia 9 de julho, que é um programa para desenvolver capacidades de acompanhamento daquilo que é prioridade de governo", disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVENO DO MS
Governador afirma que pavimentação asfáltica da MS-223 começa nos próximos dias em Costa Rica
INELEGÍVEL
Procuradoria pede impugnação de candidatura do Zeca do PT
BONITO - MS - INAUGURAÇÃO
HOJE tem inauguração do Santo Rock Bar, caipirinha FREE para mulheres até meia-noite em Bonito (MS)
POLÍTICA
Parecer do TRE-MS dá aval para cassar vereadora Cida Amaral
MEIO AMBIENTE
Em fase final, projeto visa recuperar o Taquari com manejo correto do solo
BONITO - MS - AÇÕES NO ÁGUAS DO MIRANDA
BONITO (MS): Obras realiza serviços de revitalização no distrito Águas do Miranda
BONITO - MS
Almoço beneficente em prol do Instituto Visão de Vida acontecerá neste sábado em Bonito
CASO MAYARA
Acusado de matar a musicista Mayara Amaral diz que estava 'possuído'
ACIDENTE
Mulher é arremessada e morre em capotamento de veículo na BR-359
CIDADES
Mutirão vai analisar 11 mil processos de presos condenados em MS