Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quarta, 15 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca

Governo do Estado apresentou hoje projeto do Aquário do Pantanal

12 Abr 2011 - 16h46Por MS Notícias

O governo do Estado realizou hoje (12), no auditório da Governadoria, uma apresentação técnica do Aquário do Pantanal, destinada aos setores turístico, hoteleiro, comercial, estudantes e sociedade.

De acordo com o secretário de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, Ciência e Tecnologia, Carlos Alberto Menezes, o Centro de Pesquisa e Reabilitação da Ictiofauna (Cepric) tem projeções internacionais. “É um projeto de suma importância para o setor turístico de Mato Grosso do Sul. O governo do Estado entendeu que devíamos ter uma obra com dimensões internacionais e que o sul-matro-grossense merece uma obra deste porte. O Aquário do Pantanal servirá de emblema para o desenvolvimento da política de biodiversidade do Estado”, declarou Carlos Menezes.

O projeto já está em fase de execução. “Em breve, o governador André dará a ordem de serviço para início das obras. Esta reunião de hoje é para receber as últimas sugestões dos diversos segmentos da sociedade e mostrar com está o projeto executivo para as entidades de classe”.

Em relação ao prazo de execução, o secretário de Meio Ambiente afirmou que é bem provável que o cronograma de execução consiga ser antecipado e que no prazo de dois anos a dois anos e meio a obra esteja concluída. “É uma obra grandiosa, bonita e cheia de detalhes técnicos. Os turistas que virão a Mato Grosso do Sul ficarão em Campo Grande para conhecer o Aquário, gerando o desenvolvimento e a diversidade da matriz econômica. Campo Grande carece de uma obra para lazer e de atração turística internacional. O Aquário também tem projeções científicas. Servirá de ponto de encontro e referência para o desenvolvimento da política de biodiversidade, e como local em que será depositado o conhecimento científico, teses, projetos e estudos”, destacou Carlos Alberto.

O Aquário, um dos maiores de água doce do mundo, será edificado no Parque das Nações Indígenas. A empresa vencedora da licitação e contratada é a Egelte Engenharia Ltda, que apresentou uma proposta no valor de R$ 84 milhões e o prazo de execução de 900 dias.

Para o representante da Associação Brasileira das Agências de Viagens/MS, Ney Gonçalves, o Aquário vai agregar outros produtos ao setor turístico. “É uma obra que vem agregar outros produtos ao turismo de Mato Grosso do Sul, aumentado a economia local”, afirmou Ney.

O arquiteto responsável pelo projeto, Ruy Ohtake, que realizou a palestra, destaca o Aquário do Pantanal como uma ponte para o conhecimento científico e o desenvolvimento local. “O Aquário será uma ponte para estudos com universidades, trará mais empregos, mais turistas e desenvolvimento no setor hoteleiro. O Aquário deve ser visto de forma regional e nacional, com projeções turísticas e científicas internacionais”, afirmou Ohtake.

Estiveram presentes da apresentação de hoje a vice-governadora Simone Tebet, os deputados estaduais Mara Caseiro, Junior Mochi e Marcio Monteiro, o secretário de Habitação, Carlos Marun, o vice-prefeito Edil Albuquerque, representantes do setor comercial, turístico e hoteleiro, universitários e segmentos da sociedade.

Aquário do Pantanal

Considerado um dos maiores aquários de água doce, com 6 milhões de litros de água, 263 espécies e 7 mil animais, o Aquário do Pantanal será construído com recursos do governo estadual. O local deve entrar em operação no início de 2012 e terá capacidade para receber 20 mil visitantes por dia.

Inicialmente projetado para impulsionar o turismo, o aquário teve seu objetivo ampliado para servir também como centro de pesquisa científica e de educação ambiental.

O espaço irá abrigar um centro de conferências, laboratórios e biblioteca para livros e teses sobre o Pantanal, instalações que foram desenhadas lado a lado com os 25 tanques de peixes, jacarés, sucuris, entre outras espécies.

Além do ambiente interno, que inclui um túnel de 180 graus, o aquário terá cinco tanques externos, que poderão ser percorridos a pé ou em um trajeto aquaviário em barco com fundo de vidro.

O projeto apresenta uma estrutura de 90 metros de comprimento e 18 de altura. O prédio possuirá um amplo saguão, equipado com banheiros, setor de informações, auditório para 250 pessoas, restaurante, lanchonete, biblioteca e bancada de interação, entre outros detalhes.

Escadas rolantes comuns e elevadores próprios para portadores de necessidades especiais levam o visitante aos tanques e a um ambiente especial para as sucuris. Nos ambientes externos, ficarão plantas nativas do Pantanal, jacarés, ariranhas e lontras, entre outros animais.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SIDROLÂNDIA E MARACAJU
Com tecnologia de R$ 70 mil, produtor usa lavoura para apoiar Bolsonaro em Mato Grosso do Sul
BONITO - MS - MAIS ASFALTO EM RUAS
Asfalto está chegando na Rua das Esmeraldas, ela não estava incluída no projeto original em Bonito
MIRANDA - MS - INVESTIMENTOS DO GOVERNO DO MS
Governo do MS investe R$ 1,9 milhão na recuperação de ruas que estavam abandonadas em Miranda (MS)
BONITO - MS - LEVANTAMENTO DO FESTIVAL DE INV
BONITO (MS): Em levantamento, 84% do público que passou pelo Festival de Inverno eram do MS
CIDADES
Curso para Disseminadores da Educação Fiscal está com inscrições abertas
CIÊNCIA E TECNOLOGIA NO ESTADO
Divulgado resultado final de Programa que concede recursos para eventos técnico-científicos em MS
BONITO - MS - ATENÇÃO A TODOS
Decreto proíbe entulho de construção em ruas e calçadas em Bonito (MS)
FATALIDADE
Pecuarista de 78 anos morre pisoteado por boi em curral
REFLEXOS INDESEJADOS
Quase metade dos presos de MS são ligados ao tráfico
50%
Caixa oferta 158 imóveis com descontos para venda no Estado