Menu
ITALÍNEA DOURADOS
tera, 14 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca

Governo brasileiro pede cessar-fogo no mais breve prazo na Líbia

22 Mar 2011 - 07h11Por G1

O governo brasileiro divulgou nota no começo da noite desta segunda-feira (21) pedindo um "cessar-fogo no mais breve prazo possível". Na nota, divulgada pelo Itamaraty, o Brasil lamenta as mortes ocorridas no país devido ao conflito.

Desde o último sábado (19), forças ocidentais autorizadas pela ONU bombardeiam posições líbias para impedir que as tropas do ditador Muammar Kadhafi ameacem a segurança de civis.

“Ao lamentar a perda de vidas decorrente do conflito no país, o governo brasileiro manifesta expectativa de que seja implementado um cessar-fogo efetivo no mais breve prazo possível, capaz de garantir a proteção da população civil, e criar condições para o encaminhamento da crise pelo diálogo”, diz a nota.

Comandada pelos Estados Unidos, as forças de coalizão têm a participação também de militares do Reino Unido, França, Canadá, Itália, Catar e Bégica. Segundo as Nações Unidas, o objetivo das ações é criar uma zona de exclusão aérea que impeça que as forças leais ao coronel Kadhafi, no poder desde 1969, ameacem civis.

Os confrontos entre tropas pró-Kadhafi e os rebeldes jogaram o país em uma guerra civil e provocaram milhares de mortes. O Conselho Nacional Líbio, que reúne os rebeldes, estima que pelo menos 8 mil pessoas já tenham morrido nas batalhas.

O governo brasileiro pede que sejam respeitado os direitos humanos. “O Brasil reitera sua solidariedade com o povo líbio na busca de uma maior participação na definição do futuro político do país, em ambiente de proteção dos direitos humanos.”

Por meio da nota, o governo brasileiro também reafirmou o apoio aos esforços do enviado especial do Secretário-Geral da ONU para a Líbia, Abdelilah Al Khatib, e do Comitê ad hoc de Alto Nível estabelecido pela União Africana "na busca de solução negociada e duradoura para a crise".

No sábado, durante a visita a Brasília, o presidente dos Estados Unidos a Brasília, Barack Obama, autorizou uma operação militar limitada na Líbia, sem o uso de soldados em solo.

Segundo o assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia a presidente Dilma defendeu de forma enfática a busca de soluções diplomáticas para os conflitos na Líbia durante reunião com Obama, no Palácio do Planalto.

“A presidente, no final da conversa [com Obama], fez uma declaração muito enfática em favor da paz e da solução diplomática dos conflitos”, disse o assessor.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
Pecuarista de 78 anos morre pisoteado por boi em curral
REFLEXOS INDESEJADOS
Quase metade dos presos de MS são ligados ao tráfico
50%
Caixa oferta 158 imóveis com descontos para venda no Estado
ECONOMIA
Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep
ECONOMIA
Aposentados começam a receber este mês 1ª parcela do décimo terceiro
ACIDENTE FATAL
Integrante do Circo Balão Mágico, que esteve em Nova Andradina, morre em acidente de trânsito
BONITO - MS - AÇÕES DO GOVERNO
Totalmente pintada, nova ciclovia já é utilizada pela população e turista em Bonito (MS)
REUNIÃO NA CÂMARA - PARTIDO NOVO
Partido Novo convoca filiados e simpatizantes para reunião hoje na Câmara Municipal em Bonito (MS)
OPORTUNIDADES
Inscrições abertas para voluntários músicos no CBMMS
CIDADES
Mais dois veículos são autuados pela Agepan por transporte irregular de passageiros