Menu
ITALÍNEA DOURADOS
tera, 23 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca

Gol diz que indicador de preço das passagens vai subir até 5%

12 Ago 2011 - 16h29Por Folha.com

A Gol, segunda maior companhia aérea brasileira, anunciou nesta sexta-feira que o "yield" (indicador que reflete o preço das passagens) deve subir entre 4% e 5% nos próximos meses ou trimestres, após ter caído quase 14% no segundo trimestre do ano.

No entanto, informou que essa alta não significa necessariamente aumento de tarifa na mesma proporção. A TAM também anunciou recentemente que prevê para o terceiro trimestre recuperação de 5% no "yield".

"É prematuro dizer que haverá um aumento de tarifas", afirmou o presidente da companhia Constantino de Oliveira Jr, em teleconferência. O yield representa o valor médio pago por passageiro para voar um quilômetro. Segundo especialistas, o aumento do indicador pode ser feito, por exemplo, com a diminuição de promoções.

O yield teve queda de 13,8% na comparação com o segundo trimestre de 2010. Na comparação com os três primeiros meses do ano, a retração foi de 8,2%.

A companhia, que anunciou prejuízo de R$ 358,7 milhões no segundo trimestre de 2011, declarou que o resultado negativo ocorreu "em função do cenário competitivo no mercado brasileiro e pressão nos custos operacionais".

Para Constantino, a situação do yield caindo como vem ocorrendo não é "normal". Para ele, há um aumento de custos, como mão de obra e petróleo, que interferem nos custos da indústria. "Sendo assim, devem refletir, no médio e longo prazo, também no preço", disse.

Na opinião do executivo, a alta no yield será "bem-vinda porque existe necessidade de cobertura de alguns custos". No entanto, a perspectiva de aumento ainda não foi incorporada às projeções da companhia.

Ele afirmou ainda que não acredita que a crise financeira internacional irá afetar a demanda interna do setor aéreo. A empresa tem previsão de crescimento da demanda no mercado doméstico entre 12% e 18% em 2011.

CORTE

Constantino avalia que a redução de cerca de R$ 650 milhões em despesas não deverá incluir demissões. "Este programa não contempla corte de pessoal", afirmou. Segundo ele, isso ocorrerá, por exemplo, com menores custos de manutenção.

A previsão é de que as medidas devem ter impacto completo no final de 2012.

WEBJET

A Gol espera incorporar a Webjet, que teve a aquisição anunciada em julho, em seus resultados a partir do terceiro trimestre do ano.

"Estamos esperando a autorização da Anac [agência reguladora do setor] para concluir o negócio. O pleito deverá ser avaliado nas próximas semanas e depois poderemos assumir a companhia e aguardar a posição do Cade [órgão que regulamenta a concorrência", afirmou o presidente.

Segundo ele, a dívida de R$ 214,7 milhões da Webjet será incorporada no balanço da Gol, que não deverá ter o resultado deteriorado por isso. "Não irá alterar os nossos índices de alavancagem".

Em relação à marca Webjet, foi anunciado que ainda está em estudo se ela irá desaparecer. "Estamos analisando ainda, nem finalizamos a compra".

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA PESQUISA - GOVERNO DO MS
Azambuja mantém liderança no 2º turno em nova pesquisa divulga hoje terça 23 de outubro
POLÍTICA - DEPOIMENTO
VÍDEO: seção judiciária chefiada por Odilon foi investigada por venda de armas apreendidas
BONITO - MS
Campanha reúne fundos para conserto da Van da Pestalozzi em Bonito
A FAZENDA 10 - CLIMA QUENTE
A Fazenda 10: Nadja e Gabi trocam farpas, modelo se revolta quebra prato e confusão toma conta
RETA FINAL - NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Karola pode morrer no final de Segundo Sol; saiba mais
BONITO - MS - BEACH TENNIS
Bonitenses fazem bonito e campeões são definidos na 4ª etapa do estadual de Beach Tennis
TELEFONIA
STF julga inconstitucional lei de MS que proíbe tempo para uso de crédito de celular
POLÍTICA
Deputados analisam veto sobre recorrer de multa pela internet
SAÚDE
Serviço de vacinação é oferecido pela primeira vez em farmácias
EMPREGOS
Em MS, mulheres ganham em média 8% a menos do que os homens