Menu
KAGIVA
tera, 23 de outubro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Funcionários do Correios de MS rejeitam proposta e greve continua

30 Set 2011 - 12h29Por Campo Grande News

Em Assembleia Geral, realizada na manhã de hoje, os trabalhadores do Correios de Mato Grosso do Sul negaram uma nova proposta da instituição, e decidiram pela continuação da greve no Estado, que teve início último dia 14.

O Correios ofereceu um aumento de 6,87%, pouco acima da inflação, mais um abono de R$ 500 somente no mês de outubro, e um aumento de R$ 80 a partir de janeiro de 2012.

Os cerca de 200 trabalhadores que se reuniram na sede do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de MS, no bairro Cabreúva em Campo Grande, negaram veementemente a proposta, e aproximadamente 400 trabalhadores devem continuar em greve em todo o Estado.

Os funcionários que decidiram continuar com a paralisação trabalham, em sua maioria, no setor de distribuição do Correios.

De acordo o secretário geral do sindicado dos trabalhadores dos Correios no Estado, Alexandre Takachi, em relação a Mato Grosso do Sul a categoria conseguiu na última terça-feira (27) uma liminar na justiça para não descontar os dias parados, um dos impasses entre Correis e sindicatos em todo o país.

De acordo com Alexandre, em todo o estado 70% dos funcionários aderiram à greve. “Atualmente somente o serviço de sedex que está sendo feito, mas de forma precária. Não estamos garantindo o prazo de nenhuma entrega”, disse. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

VEM CHUVA E FRENTE FRIA DO SUL
Frente fria vinda do sul do país promete chuva e alívio no calorão de MS
BONITO - MS - EMPOSSADO
No gabinete, Odilson dá posse ao novo diretor de Cadastro e Tributação em Bonito (MS)
MORTE DURANTE ASSALTO
Jovem é morta na frente das filhas durante assalto
GERAL
Mães que não fazem pré-natal podem ser denunciadas
BONITO - MS
Certificado inclui Bonito no Mapa do Turismo Brasileiro
PESQUISA 2º TURNO - GOVERNADOR
Reinaldo tem 54% em nova pesquisa divulgada nesta segunda-feira 22 de outubro
EMPREGOS
MS tem mais de 2 mil vagas em concursos e salários de até R$ 11 mil
CIDADES
Discussão por xenofobia termina com baiano esfaqueado em MS
CINEMA
Com crítica política, animação brasileira é destaque em festival
GERAL
Para presidente da CBL, falta de leitura favorece notícias falsas