Menu
KAGIVA
quinta, 21 de junho de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Funasa diz que não responde mais por atendimento à saúde indígena

11 Abr 2011 - 13h41Por Campo Grande News

A Funasa (Fundação Nacional de Saúde) informou, por meio de nota, que não responde mais por assuntos relacionados à saúde indígena.

No último sábado, o jornal online Campo Grande News, divulgou a denúncia de um morador da aldeia Cachoeirinha, em Miranda. Ele relata que a viatura da Funasa estava sucateada e sem condições de transportar os doentes.

Conforme a nota, “os assuntos relacionados à Saúde Indígena é de competência da SESAI (Secretaria de Saúde Indígena do Ministério da Saúde) regulamentada pelos Decretos 7.335 e 7.336, ambos de 19/10/2010, assinados pelo Presidente Lula; transferindo as ações de atenção integral da à saúde dos povos indígenas à essa Secretaria”.

À Funasa, cabe a responsabilidade de formular e implementar ações de promoção e proteção à saúde estabelecidas pelo Subsistema Nacional de Vigilância em Saúde Ambiental.

A fundação continua responsável pelas ações de saneamento em municípios de até 50 mil habitantes, ou seja 74 dos 78 municípios de Mato Grosso do Sul, além de ações de saneamento em áreas rurais, assentamentos e comunidades remanescentes de quilombos.

 

 
 
 
 
 
 
Saiba Mais

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS
SENAR vai realizar curso de Produção de Alimentos Saudáveis em Bonito
EM MS
Eleitores já podem se cadastrar para atuar como mesários
OPERAÇÃO OIKETICUS
Cheque da desembargadora Tânia Borges é encontrado em investigação do Gaeco
NARCOTRÁFICO
Paraguai destrói 107 acampamentos com 318 toneladas de maconha na fronteira
BELEZAS NATURAIS DE MS
Isto é Mato Grosso do Sul: o novo vídeo que retrata as belezas do MS
DEFESA SANITÁRIA
MS apresenta situação da fronteira na reunião que discute a retirada da vacina contra aftosa
DEU RUIM
Golpe do 'Mercado Livre'
OPORTUNIDADES DE EMPREGOS
Terminam hoje inscrições de processo seletivo da UFMS para 48 vagas
TEMPO E TEMPERATURA
Inverno começa seco e quente em Mato Grosso do Sul
APROVADA NO SENADO
Governo de Mato Grosso do Sul é contrário à venda direta do etanol