Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quarta, 15 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca

Formado em curso técnico aliado ao ensino médio ganham até 18,8% mais

26 Jul 2011 - 17h43Por Jornal da Tarde

O jovem que optou pelo ensino médio aliado ao curso técnico ganha em média 12,5% a mais do que aquele que fez o ensino médio comum. A diferença é ainda maior para quem escolheu a área industrial: 18,8%. Já o setor agropecuário segue a média geral e o setor de serviços registra uma remuneração 9,3% superior. A constatação faz parte da pesquisa da Fundação Itaú Social com base na Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios (Pnad).

“O custo do ensino médio profissionalizante é maior ante o convencional, mas o retorno que proporciona compensa o que foi investido”, destaca a gerente de avaliação de projetos do Grupo Itaú Unibanco, Lígia Vasconcellos.

O responsável pela unidade de ensino médio e técnico do Centro Paula Souza, Almério Melquíades de Araújo, observa que nas camadas mais populares o jovem começa a trabalhar cedo e está a procura de emprego com 18 anos. Durante essa busca, ele vai se deparar com um grande número de vagas que exigem apenas o ensino médio. No entanto, a remuneração será baixa. “Com uma formação técnica, é natural que ele ganhe mais e tenha mais chance no mercado de trabalho.”

Entre as áreas mais procuradas no Centro Paula Souza, o destaque são os cursos de gestão, ligados à administração e logística. Aparecem em seguida informática, indústria e saúde. E a perspectiva de conseguir um trabalho é positiva. A taxa de empregabilidade para quem fez um curso técnico é de 75% depois de um ano.

Segundo Araújo, 70% dos alunos com idade entre 14 a 17 anos matriculados no ensino médio estudam no período diurno. Destes, apenas 5% estão se preparando para ingressar no mercado de trabalho por meio de um curso técnico. Para aumentar esse número, o governo do Estado lançou este mês o programa Rede Ensino Médio Técnico, que vai oferecer a educação técnica profissional em duas modalidades.

A primeira, a concomitante, começa em outubro. O aluno fará o ensino médio na rede estadual e o técnico em uma instituição parceira. Já a modalidade integral, feita em uma única unidade, começará no ano que vem. Em 2012, serão oferecidas 100 mil vagas. A meta é atingir 450 mil estudantes até 2014.

Carência

Com um mercado de trabalho aquecido e a intensa busca por profissionais qualificados, o ensino técnico aparece como uma forma rápida de suprir essa demanda, na opinião de Tony Geraldo Carneiro, gerente de gestão de pessoas do Instituto Presbiteriano Mackenzie. “O lado negativo é que a maioria das pessoas que cursam o ensino técnico não dá sequência ao ensino superior. No entanto, os pontos positivos, como a redução do desemprego, facilitação do acesso ao trabalho, geração de renda e atendimento da demanda por mão de obra, compensam o ponto negativo.”

Para o professor Waldir Quadros, do Centro de Estudos Sindicais e Economia do Trabalho (Cesit/Unicamp), o ensino médio profissionalizante de qualidade pode se constituir na principal via de acesso ao mercado qualificado para jovens da baixa classe média.

“Escolaridade e capacitação são fundamentais para qualquer atividade. O curso técnico serve como direcionamento para a vida profissional do jovem e abre portas”, diz o gerente regional do Centro de Apoio ao Trabalhador (CAT), Nelson Miguel Júnior. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

STOCK CAR 2018
Bons retrospecto em MS anima pilotos da Cavaleiro Sports
CASO DE POLÍCIA
Boliviana denuncia estupro de criança de 8 anos em fazenda no Pantanal
CIDADES
Na contramão do nacional, MS registra queda na mortalidade materna
POLÍTICA
Para eleitores, 2º turno a presidente será entre Bolsonaro e Alckmin
POLÍTICA
Aprovado projeto que proíbe pedófilos de concorrer em concurso estaduais
SAÚDE
CFM lança código de ética para estudantes de medicina
ECONOMIA
Empresários brasileiros buscam ampliar parcerias com o Paraguai
EDUCAÇÃO
Resolução libera curso Técnico de Hospedagem em polo de escola no interior do Estado
CULTURA
Publicado edital de seleção para artesãos participarem do Salão do Artesanato em São Paulo
BONITO - MS - PODAS ORNAMENTAIS
Empresas credenciadas poderão realizar podas ornamentais em Bonito (MS)